XV FÓRUM DO LEITE – Palestra sobre cadeia produtiva e lançamento de livros marcaram abertura oficial

CRUZ ALTA – Com o apoio de importantes entidades estaduais, o curso de Medicina Veterinária da Universidade de Cruz Alta abriu oficialmente o XV Fórum de Produção Pecuária-Leite na noite da última terça-feira (11), no Ginásio II do Campus. A mesa oficial contou com representantes do Poder Executivo de Cruz Alta, Coordenadoria Regional da Participação Popular, Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) Alto Jacuí, Sindicato Rural de Cruz Alta, Senar/RS e Comissão de Leite da Farsul. Professores da Unicruz também integraram a mesa. Entusiasmada com a adesão destes grupos, a reitora Elizabeth Dorneles recepcionou individualmente cada uma das presenças. “Estamos gradativamente avançando para o crescimento deste evento”, destacou.

O presidente do Corede Alto Jacuí, Roberto Luis Visoto, lançou durante a cerimônia dois livros de autoria de docentes da Unicruz: Indicadores de eficiência nas unidades de produção leiteira dos municípios do Corede Alto Jacuí/RS, de Taciana Mareth e Eliane Paim, e Diagnóstico das unidades de produção leiteira dos municípios da região do Corede Alto Jacuí/RS, de Adriano Lorenzoni, Daniele Araldi e Claudia Mera. “Eventos da natureza do Fórum do Leite atraem toda a região. O leite é um dos alimentos mais saudáveis e, se bem produzido, agrega valor”, atestou Visoto.

As duas publicações foram oriundas de estudos financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs), mediante votação da Consulta Popular em 2009. “Foi uma proposta do Corede que as pesquisas sejam publicadas e este é o primeiro resultado que tivemos”, acrescentou o diretor do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da Unicruz e vice-presidente do Conselho Regional de Desenvolvimento, professor José Carlos Severo Correa.

“O Rio Grande do Sul é o segundo maior estado no aspecto de produção de leite. Mas o cenário atual é de crise, pois insumos como a ração bovina e a mão de obra aumentaram nos últimos três anos”, avaliou Rodrigo Alvim, médico veterinário e membro da Comissão Nacional de Agricultura (CNA). O palestrante da noite utilizou as perspectivas para a cadeia produtiva como tema central. Ele ainda alertou que fatores como a seca e a recusa do consumidor em pagar mais caro pelos laticínios contribuem para o momento de turbulência no mercado.

O XV Fórum do Leite segue com a programação nesta quarta-feira (12) com a exposição do II Salão de Trabalhos Científicos e palestras voltadas à nutrição animal, reprodução bovina e gestão empresarial.

(Assessoria de Imprensa – Unicruz)

Compartilhe: