Windows Live Messenger deve acabar em favor de chat no Skype

A Microsoft deve aposentar o serviço de mensagens instantâneas Windows Live Messenger e concentrar os serviços na área a uma funcionalidade semelhante presente no Skype – também um produto seu -, segundo o site especializado em tecnologia The Verge. A mudança poderia ocorrer ainda esta semana, porém o antigo MSN Messenger ainda deve permanecer ativo nos próximos meses, de acordo com fontes citadas pela reportagem.

A integração do Windows Live Messenger com o Skype faria parte da estratégia da empresa de integrar os dois produtos – algo que já vem acontecendo. O programa de voz utiliza, atualmente, muito mais características do sistema do popular mensageiro instantâneo para fazer e receber ligações e enviar conteúdo de texto no programa desde que foi lançado o Skype 6.0, de acordo com o site.

Uma fusão entre produtos que cumprem funções similares faz parte de uma ampla estratégia da Microsoft de consolidar seus serviços sob um mesmo ID para os usuários. Segundo o Mashable, esse plano pode ser percebido ao se observar casos anteriores, como o desuso das marcas Zune e Hotmail em favor de Xbox e Outlook, por exemplo. A empresa lançou há poucos dias novos aplicativos do Skype para Windows 8 e Windows Phone 8, bem como um novo cliente para Windows 7 e Mac, o que parece deixar clara a intenção de focar nesse programa os principais serviços de comunicação da Microsoft.

Terra

Compartilhe: