Usuários do Facebook poderão se declarar doadores de órgãos na rede social

Ministério da Saúde e Facebook anunciaram nesta segunda-feira, em Brasília, uma parceria para incentivar a doação de órgãos no país. O Facebook passará a ter entre suas funcionalidades na Linha do Tempo a opção de o usuário expor seu desejo de doar órgãos. O internauta poderá adicionar a informação de que é doador e compartilhar sua história sobre quando, onde e por que decidiu se tornar um doador de órgãos.

— Esta é mais uma ferramenta que contribuirá para a nossa campanha de incentivo, temos que usar as redes sociais para mobilizar e engajar pessoas que apoiam a causa — destaca o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Conforme o Ministério da Saúde, o Brasil bateu recorde ao registrar 13,6 doadores por milhão de população (PMP) já no primeiro quadrimestre do ano de 2012, meta que era prevista para 2013. O Brasil fechou o ano de 2011 com 2.048 doadores. No primeiro quadrimestre, o país registrou aumento de 29% no número de doadores — 726 doadores —, comparado ao mesmo período do ano passado — 564.

No primeiro quadrimestre de 2012 foram realizados 7.993 transplantes. Um crescimento de 37% comparado ao mesmo período de 2011, quando foram notificados 5.842. Com atuação do Ministério da Saúde na melhoria da infraestrutura, especialmente a capacitação de equipes para o contato com as famílias dos possíveis doadores, incentivo financeiro aos hospitais e na sensibilização da população por meio de campanhas anuais de incentivo à doação de órgãos e tecidos, os brasileiros têm demonstrado que a estratégia é eficiente.

— Atingimos um patamar importante e hoje o Brasil é uma referência. Hoje, 95% das cirurgias são realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de forma totalmente gratuita à população — diz Padilha.

O índice nacional era de 11,4 doadores pmp em 2011 e, em 2010, o índice ficava em 9,9. A meta do Ministério da Saúde é chegar a 15 doadores por milhão de população em 2015.

Agência Saúde

Compartilhe: