Unicruz e Emater iniciam coleta de dados para pesquisa com idosos rurais dentro de projeto na Rede Leite

CRUZ ALTA – Os pesquisadores da Universidade de Cruz Alta e da Emater iniciaram na última quinta-feira (18), a coleta de dados para a pesquisa “Condições de saúde, sociabilidade e trajetória de vida de idosos produtores rurais”. Os primeiros idosos visitados foram os que residem no Assentamento Seival, em Cruz Alta. O estudo será integrado ao Programa em Rede de Pesquisa – Desenvolvimento em Sistemas de Produção com Atividade Leiteira na Região Noroeste do Rio Grande do Sul, a Rede Leite, com levantamento de dados em cinco cidades da microrregião do Corede Alto Jacuí, além de Cruz Alta.

Antes da visita às famílias, ainda no dia 11, houve um seminário de sensibilização na comunidade da Seival, oportunidade em que o grupo de pesquisadores realizou uma oficina pedagógica com o objetivo de identificar as necessidades dos idosos que vivem nessa comunidade. As questões norteadoras discutidas nos grupos de trabalho foram: “Como vive o idoso rural? Do que o idoso rural precisa?”, propiciando, dessa maneira, a reflexão dialógica entre agricultores, extensionistas e pesquisadores.

Para a coordenadora da pesquisa, professora Dra. Solange Garcês, os objetivos da mesma contemplam exatamente as questões relacionadas pelos protagonistas da mesma: os idosos rurais, pois neste primeiro contato foram levantadas questões relacionadas à saúde mobilidade, sucessão familiar; contato com agrotóxicos, oportunidades de educação, lazer e atividades físicas. Com esse seminário de sensibilização outros indicadores fundamentais também foram levantados, como transporte, direitos e políticas públicas.

Na avaliação da professora da Unicruz e membro do Grupo de Trabalho Social, Rosane Felix, o encontro na comunidade Seival evidenciou os debates ocorridos no Fórum Técnico em agosto deste ano, com destaque aos indicadores sociais e aos eixos prioritários: envelhecimento, sucessão, gênero, saúde e qualidade de vida, resultados das reuniões realizadas nas 7 microrregiões da Emater. Outro ponto em destaque é no sentido da emancipação e empoderamento dos atores sociais.

Coleta de dados prossegue na próxima semana

No próximo dia 25, a coleta de dados deve seguir em Cruz Alta. Concluindo a etapa em Cruz Alta a equipe seguirá os roteiros nos municípios da Microrregião de Cruz Alta. A perspectiva para 2013/2014 é ampliar para as Microrregiões de abrangência da Emater/RS Ascar Regional de Ijuí, tendo como pilar a pesquisa desenvolvimento, metodologia adotada na Rede Leite.

Encaminhamentos

O primeiro encaminhamento resultado do seminário de sensibilização na Seival será mediado pela professora Solange Garcês, também membro do Conselho Municipal do Idoso (Comid), que levará essas questões levantadas ao conhecimento do Conselho, na tentativa de uma cadeira para um representante da Emater que será o canal de comunicação entre o Conselho e as necessidades dos idosos rurais.

(Assessoria de Imprensa – Unicruz)

Compartilhe: