Uma verdadeira lenda da música volta à atividade em Porto Alegre

Branco Oliveira tem sua trajetória de vida associada à música. Nascido em Tapera (RS), aos cinco anos já acompanhava seu pai, acordeonista, pelos bailes do interior tocando pandeiro. Aos 18 anos, então residindo em Porto Alegre, colocou o pé na estrada e foi parar em Juazeiro, na Bahia, terra de João Gilberto, sendo influenciado pelo estilo baiano. Retornando ao RS, no início dos anos 80, passou a tocar profissionalmente em bares e casas noturnas de Porto Alegre, do Litoral e da Serra gaúcha. Seu trabalho artístico também está associado ao Carnaval de Tapera. Na década de 90, foi mestre de bateria do Bloco Unissax, que recebeu diversas premiações regionais. Nesse mesmo período conduziu programa de rádio em emissora local. Ainda na década de 90, participou de shows em cidades do Estado de Goiás e integrou turnê a Santiago do Chile, contratado pelo Governo do Estado do RS, divulgando o turismo e a cultura gaúcha.

Sua composição mais conhecida, o Reggae do Bom Fim (http://www.youtube.com/watch?v=lIhb_VCxR4E), integra o CD Hits 94 das mais tocadas no Brasil. Em 2008 lançou o CD “Praia do Rosa” que reúne, além dessa composição título, as músicas “Soltaram a Maria” (http://www.youtube.com/watch?v=6Cq1xb-ciJ8), “Não me Pire” (http://www.youtube.com/watch?v=5syqRfkMuE4) e a gravação original do “Reggae do Bom Fim”.

Com forte influência do reggae, o artista foi um dos precursores de uma nova página na história da música urbana e alternativa do RS e suas músicas traduzem o contexto social e político contemporâneo.

Branco gravou a música e o clipe Alto na Cidade Baixa (http://www.youtube.com/watch?v=GchfPk0LZTg) com diversos artistas da cidade, e está gravando um novo CD e vem sendo convidado a tocar em diversas partes. Há pouco tempo fez uma apresentação em apoio à manifestação os professores em frente ao colégio Júlio de Castilhos (Parte 1 http://www.youtube.com/watch?v=aV06FHzCfWo, parte 2 http://www.youtube.com/watch?v=j8B9dGpJm5A e parte 3 http://www.youtube.com/watch?v=DqPQyXhqgMg)

Com a colaboração de Solange Maria Giacobo e Fabio da Silva Barbosa.

Compartilhe: