Um em cada cinco alunos do Ensino Médio público no RS foi reprovado em 2011

O que estava ruim ficou ainda pior. Se o Rio Grande do Sul já era recordista em reprovação no Ensino Médio brasileiro em 2010, em 2011 o índice subiu ainda mais, consolidando o Estado no topo de uma estatística preocupante.

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (Inep) mostram que os estudantes gaúchos do Ensino Médio são os que apresentam a maior taxa de repetência do País, 20,7%. O índice é preocupante tanto por representar um crescimento em relação aos números do ano passado (quando a repetência bateu 19,9%) quanto por ter ficado muito acima dos 13,1% da média nacional. Esses são os índices mais altos registrados desde 1999, primeiro ano em que os dados foram disponibilizados no site do Inep.

No Ensino Fundamental, a reprovação atinge 13,1% dos estudantes gaúchos, também acima da média de 9,6% da reprovação nacional. Tanto em nível nacional como estadual, os índices tiveram ligeira queda.

Os números estaduais mostram, ainda, que o índice de reprovação continua sendo maior na rede pública. No Ensino Fundamental, a média de repetência é de 14,1% para a escolas públicas e 3,7% para particulares. Já no Ensino Médio, a estatística fica em 22,2% nas escolas públicas e em 8,1% nas escolas privadas.

Índices que retratam a permanência dos alunos na escola também são alarmantes: 1,4% dos estudantes que ingressam no Ensino Fundamental abandonaram os estudos em 2011, enquanto no Ensino Médio esse índice chegou a 10,1%.

Zero Hora

Compartilhe: