Turquia: achada câmara de tortura, com “poço de cabeças”, de 2,3 mil anos

Postado em 28 janeiro 2014 07:22 por jeacontece
15.292.411/0001-75

Arqueólogos descobriram quartos de tortura e restos mortais em escavação; lugar vai virar museu

Arqueólogos encontraram escombros de um lugar onde eram realizadas seções de tortura na cidade de Bursa, Turquia. O local possui túneis e quartos por onde escorreu muito sangue dos prisioneiros. Segundo o jornal Daily Mail, os pesquisadores também acreditam que as cabeças eram jogadas no poço encontrado ali e que, aparentemente, estava coberto de sangue.

Bursa está localizada no noroeste do país. Entre 297 e 274 a.C, era governada por Roma. Durante este período, as masmorras onde se realizavam as torturas eram ligadas por túneis às torres onde os prisioneiros eram mantidos.

De acordo com o Daily Mail, Ibrahim Yilmaz, da Universidade de Uludağ, escreveu sobre a história de um torturador da época que tinha deficiência auditiva e jogava as cabeças em poços, devolvendo apenas os corpos às famílias. Acredita-se também que ele cobrava um preço pelo corpo.

A muralha de mais de 3 km que envolve Bursa está sendo restaurada e a nova descoberta vai fazer parte do museu, esperado para 2016.

(Terra)

Postado em 28 janeiro 2014 07:22 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


TAPERA TEMPO

Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop