TIO HUGO – Correção do Solo: Calcário é espalhado nas propriedades pela Patrulha Agrícola

Os produtores que se inscreveram no Programa Estadual de Correção do Solo, já estão recebendo o calcário espalhado em sua propriedade. De acordo com o Secretário de Agricultura Delcio Wiedthauper, cerca de 80% dos produtores que realizaram a inscrição no programa ainda no ano passado, já tiveram o solo de sua propriedade corrigido. O intuito principal do programa é neutralizar a acidez do solo em áreas de produção agropecuária de base familiar, por meio do acesso à utilização do calcário. O emprego generalizado deste insumo básico na fertilidade do solo gera aumento de produtividade das culturas, e consequentemente, favorece a viabilização econômica de pequenos agricultores, evidenciando assim, a necessidade de ações estratégicas que fomentem a difusão da aplicação de calcário nos solos gaúchos.

A redução da acidez do solo permite que o agricultor tenha uma melhora significativa na produção da sua terra, seja no cultivo de frutas, hortaliças, grãos, entre outras culturas. Delcio afirma que os beneficiados do programa recebem toda a assistência técnica, além disso, o produto é espalhado em sua propriedade pela patrulha agrícola da Secretaria Municipal de Agricultura, desde que a quantidade adquirida pelo produtor seja de no máximo 8 toneladas. “Oferecemos todo o suporte técnico através da EMATER, para que o produto seja espalhado da forma adequada, melhorando assim a produtividade da terra. Esse programa é importante, pois auxilia os agricultores familiares a melhorarem a produção de suas lavouras, garantindo assim mais renda a sua família”, disse.

Delcio lembra que serão espalhadas em Tio Hugo, 1500 toneladas de calcário, e que além do repasse do governo estadual, existe também a contrapartida do município. “O produtor participante do programa paga R$ 30 reais por tonelada, o governo estadual paga R$ 40 reias a tonelada, e o município R$ 35 reais, totalizando o montante de R$ 105 reais, custo da tonelada do produto. No entanto, fica por conta do município, espalhar o produto nas propriedades, com os implementos da patrulha agrícola de Tio Hugo, sem nenhum custo adicional aos produtores”, declarou Delcio.

(Assessoria de Comunicação – Prefeitura de Tio Hugo)

Compartilhe: