Testes com coleta de antígeno detectam casos positivos de quem não apresenta sintomas ou teve Covid-19

Postado em 17 janeiro 2022 07:44 por jeacontece
15.292.411/0001-75

A verdadeira avalanche de novos casos de Covid-19, atribuídos ao avanço da nova variante Ômicron, está forçando o setor de insumos e aumentando drasticamente a procura por testes para saber se o paciente está com o Coronavírus. Cidades da região de Passo Fundo relataram até mesmo esgotamento momentâneo de estoques de testes, frente a alta demanda. Os novos casos seguem aumentando em Passo Fundo, que conforme último boletim está com mais de 1400 ativos. Os pontos de atendimento, como o Cais Petrópolis, continuam com alto fluxo de pacientes. Lá são feitos os testes para saber se a pessoa, com sintomas gripais, está com o vírus ou não. Os mesmos testes podem ser feitos em farmácias ou laboratórios. No entanto, surgem dúvidas sobre pontos a serem observados na hora de fazer a testagem.

A Uirapuru conversou nesta semana com o bioquímico e especialista em análises clínicas, Bruno de Biasi, que explicou sobre a testagem. Conforme ele, o teste de antígeno, o chamado teste com cotonetes inseridos no nariz, coletando material, é o mais usado e leva em torno de 40 minutos para ficar pronto. É preciso tomar cuidado com o tempo desde o surgimento dos sintomas antes de testar. A recomendação é fazer de 3 a 5 dias depois dos sintomas. Antes disso há o risco de apresentar um falso exame negativo. O teste com cotonete detecta o vírus ativo mesmo de quem já pegou o vírus, de quem se vacinou e também de quem não apresenta sintomas. Nestes casos a testagem é a melhor opção, especialmente após este aumento de casos e a dúvida gerada por muitos. Todos os testes positivos, mesmo em rede particular, tem os dados informados para o sistema de saúde do governo, frisou o especialista.

Rádio Uirapuru

Postado em 17 janeiro 2022 07:44 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


TAPERA TEMPO

Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop