Tempo seco volta a predominar no RS nos próximos 15 dias

Depois de um mês de outubro com chuvas acima da média em várias áreas da região Sul, novembro começa com uma mudança no padrão climático. O tempo fica seco e sem a formação de nuvens carregadas no Rio Grande do Sul, pelo menos nos próximos 15 dias. Com o registro de altos volumes de chuva em áreas produtoras de arroz do Estado, foi possível recuperar os mananciais e a presença do sol nas próximas semanas é uma boa notícia para os agricultores.

O Estado gaúcho é responsável por cerca de 65% da produção de arroz do Brasil. As principais áreas produtoras são o oeste e sul do Rio Grande do Sul. Próximo a fronteira com a Argentina, como na cidade de Alegrete-RS os acumulados foram 200% acima do normal para outubro. O volume chegou a 340mm na cidade, quando a média climatológica é de 112mm. Na região da Campanha também choveu bem, mas não superou a média, o que pode trazer preocupação para os agricultores. Em Pelotas-RS o normal seria chover 120mm nos últimos 30 dias e a chuva gerou acumulado de 100mm.

Até agora os produtores do Estado não consideram que o plantio esteja atrasado. Em relação ao mesmo período do ano passado, a área plantada ainda não é a mesma, mas já foram semeados cerca de 52% da área destinada ao cultivo de arroz. Inclusive houve um aumento das lavouras do cereal no Estado, em setembro a previsão era que seriam plantados 1 milhão e 29 mil hectares, agora essa área subiu para 1 milhão e 56 mil hectares.

Segundo os meteorologistas da Somar, com uma frente fria estacionada sobre a Bahia e a umidade da Amazônia concentrada sobre as Regiões Nordeste, Norte, Centro-Oeste e Sudeste, surge um padrão de tempo seco prolongado no Rio Grande do Sul. Se forem observadas as pêntadas, a chuva não voltará de forma intensa e generalizada pelos próximos 15 dias. Até chove no próximo fim de semana, mas de forma isolada e com baixo acumulado.

Jornal do Tempo

Compartilhe: