Tapera volta à normalidade

Uma semana depois do vendaval da noite do último dia 18, o município de Tapera aos poucos vai retomando a sua normalidade. Os trabalhos da Secretaria da Infraestrutura, na limpeza da cidade, e do Departamento de Ação Social, no levantamento dos estragos e atendimento aos atingidos pelo vento e granizo, triplicaram no período.

A Secretaria do Desenvolvimento também já tem praticamente pronto o levantamento no interior, onde muitas lavouras com culturas de inverno tiveram perdas. A Emater local elaborou um laudo sobre os prejuízos, apontando que algumas lavouras de trigo apresentam perdas superiores a 70% (10% da área total). Em torno de 20% da área apresenta perda variável entre 20% a 30%. A cultura da cevada apresenta perdas superiores a 40% devido ao granizo e ao acamamento.

As perdas em volume de produção podem alcançar um montante de aproximadamente 24 mil sacos de trigo e em torno de 5 mil sacos de cevada. Segundo a Emater, na cultura da cevada não é possível, nesta data, quantificar as perdas devido à perda da qualidade; no entanto é possível concluir que o produto final terá qualidade inferior e menor valor comercial.

O laudo do Departamento de Ação Social foi concluído na manhã de ontem (26). Foram afetadas 485 residências em vários bairros, vilas e interior. Nos levantamentos realizados foram identificados prejuízos nas seguintes localidades, pelo vento ou pelo granizo.
– Vila Elisa – 38
– Vila Brasília – 60
– Vila Paz – 150
– Vila Teles – 30
– Bairro São Judas Tadeu – 15
– São João – 4
– São Pedro – 8
– São Luiz – 4
– Bairro do Colorado – 4
– São Rafael – 5
– Arroio Angico – 3
– Cinco Irmãos – 2
– Teotônia – 8
– Passo dos Marianos – 4
– Perímetro Urbano – 150

TELHAS E LONAS – A Prefeitura de Tapera agiu rápido no atendimento às famílias atingidas pelo vendaval do dia 18. Todas as secretarias e departamentos foram envolvidos no atendimento da população. A Prefeitura adquiriu 3 mil telhas de Brasilit para atender os casos mais urgentes, e já a partir de quinta-feira (20), as casas começaram a ser recobertas. A Defesa Civil, de posse do levantamento entregue pela Administração Municipal, que decretou Estado de Emergência na sexta-feira (21), determinou o envio de mais telhas, que devem chegar a Tapera até sexta-feira (28), permitindo atender o restante da população atingida.

Também foram adquiridos em torno de 5 mil metros de lona, igualmente distribuídas gratuitamente à população afetada. O Departamento de Ação Social distribuiu cerca de 100 cobertores às famílias que tiveram seus pertences molhados pela chuva.

LICENÇAS AMBIENTAIS – O prefeito deve assinar decreto, ainda nesta semana, isentando de pagamento de Taxa Ambiental, pelo período de 120 dias, árvores atingidas e danificadas pelo vendaval. Para as árvores que se destinarem à comercialização, via serraria, o interessado deve fazer o cadastro junto ao Departamento de Meio Ambiente que fará a vistoria para emitir a licença. No município mais de 100 árvores foram danificadas pelos fortes ventos.

(Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Tapera)

Compartilhe: