Tapera realizou mais um grande rodeio

Neste final de semana o CTG Guido Mombelli realizou seu 25º Rodeio Crioulo Nacional, no Parque de Exposições José e Rosalina Koehler. Para a patronagem do GM o ponto alto do evento foi o retorno do público. “Como nos velhos tempos”, disse um membro da diretoria. Para o agregado das pilchas (2º tesoureiro) do CTG, Gilberto Jacoby, o público que foi ao parque foi um dos maiores dos últimos anos. E, se houve público consequentemente houve bom resultado financeiro. A patronagem ainda não se reuniu para analisar os resultados finais do rodeio que aconteceu nos dias 10 e 11, e cuja abertura oficial deu-se no sábado (10), às 14h, mas tão logo isso ocorra ela liberará os dados para divulgação.

RESULTADOS CAMPEIROS – Os resultados das provas campeiras que levaram muitos CTGs e piquetes ao Parque de Exposições de Tapera, foram os seguintes:
TAÇA CAMPEIRA
1º Trio: Evelton Beckel, Paulo Artur Medeiros e Rafael Santos (World Brasil)
2º Trio: Paulo Beckel, Mateus Comin e Paulo Artur Medeiros (Higemex).
MODALIDADE INDIVIDUAL
Capataz – Auri Borelli
PatrÃo – Samoel Zanoto
Guri – Augusto Feltrin Júnior
Prenda – Fernanda Ortiz
Vaqueano – Davi da Silva
Veterano – Ivo Parizotto
Piá – Fernando Dendena
Pai e Filho – Barcelos e Gabriel
MODALIDADE LAÇO EQUIPE
1ª Força: 1º lugar – CTG Sinuelo das Coxilhas – R$ 600 e 2º lugar – CTG Marciano Brum – R$ 250.
2ª Força: 1º lugar – CTG Andarengos – R$ 450 e 2º lugar – CTG Três Coqueiros – R$ 150.
3ª Força: 1º lugar – P. L. Charruas – R$ 300 e 2º Lugar – CTG Tropeiro Velho – R$ 100.

Com relação ao público, a patronagem do CTG Guido Mombelli estava contente porque o que foi ao parque de exposições prestigiar o rodeio, foi para ver as provas campeiras e a artística. Gilberto Jacoby mostrou um recorte do jornal Cidade, de 17 de março de 2000, que mancheteava: ´Estado se rende ao 13º Rodeio do Guido Mombelli, o 4º maior em público´. “Nós chegamos ali, bem pertinho. Foi muito bom e acho que os grandes rodeios de Tapera estão de volta. Nós – o CTG – estamos nos empenhando para que isso aconteça e a Prefeitura, nossa grande parceira, cuidando dos shows, também está fazendo a sua parte. Não tem como não dar certo”, disse.

Sobre o show, que teve um atraso, o mesmo se deu em função da quantidade de apresentações, na pista e no tablado central. “No final deu tudo certo porque ninguém atrapalhou ninguém e o público no show com Fernando & Motta foi maior. Deu tudo certo no final”, finalizou Jacoby.

 

 

Compartilhe: