TAPERA – Programa A União Faz a Vida promoveu encontro de gestores escolares

Na quarta-feira (16), o Programa A União Faz a Vida promoveu mais um encontro com os gestores e coordenadores das escolas da rede municipal, estadual e particular de Tapera, Selbach, Lagoa dos Três Cantos, Colorado e Quinze de Novembro. O evento aconteceu na Afuco, em Tapera/RS, e contou com a presença das secretárias de Educação e coordenadoras locais do programa, dos gerentes das Unidades do Sicredi, do vice-presidente da Sicredi Ibirubá RS, Paulo Rogério Prediger, do presidente da Sicredi Rota das Terras RS, Sérgio Luiz Tonello, e da colaboradora da Superintendência Regional do Sicredi, Laís Paulata. O programa conta com o apoio da Cotrisoja e Cotrijal e tem a assessoria pedagógica da Ulbra Carazinho.

O encontro de formação foi conduzido pela pedagoga, Silvana Lehenbauer, que é mestre em Educação Especial pela Rosary College – Chicago University e doutora em Reformas e Inovações do Sistema Educacional pela Universidade de Santiago de Compostela, da Espanha, e teve como objetivo discutir com os profissionais qual o papel do gestor escolar dentro do processo de desenvolvimento do programa e como as iniciativas são inseridas dentro do cotidiano da escola e da comunidade local. “A metodologia do programa propõe que os educadores construam as descobertas com os alunos com base na realidade de cada comunidade. Por isso, é muito importante estar atento às ações que acontecem no dia a dia, sendo necessário percepção e engajamento dos professores, alunos, e especialmente os diretores e coordenadores”, disse Silvana.

Segundo a pedagoga, para que o programa alcance o resultado desejado, o educador precisa assumir um papel flexível e determinado. “Não basta acumular saberes, é preciso ser capaz de transferir, utilizar, reinvestir e integrar esses saberes e competências” salientou. Com isso a aprendizagem passa a ser ao mesmo tempo pessoal e inerentemente social, pois não conecta apenas com o abstrato, mas também uns com os outros. E dessa forma acontece à cidadania e gestão democrática, a partir da convivência de diferentes pessoas, com diferentes papéis e necessidades, mas com interesses comuns quanto à natureza dos processos envolvidos em seu grupo.

(Assessoria de Comunicação da Sicredi Rota das Terras)

Compartilhe: