TAPERA – Paróquia Nossa Senhora do Rosário da Pompéia

Programa Religioso

Dia 12/07(Sábado) – às 14 horas Missa em Linha Ogeriza.
– às 15;30 horas Missa na Linha São João.
– às 18 horas Missa na Igreja Matriz.
Dia 13/07(Domingo) – às 08;30 horas Missa na Igreja Matriz.
– às 10 horas Missa em Esquina da Sorte.
– às 10 horas Missa na Vila Brasília.
Dia 14/07(2ª feira) – às 19 horas Missa na Capela Santa Catarina(Coronel Gervásio).
Dia 15/07(3ª feira) – às 19 horas Missa na Capela São Luis.
Dia 16/07(4ª feira) – Atendimento aos fiéis na paróquia.
– às 08;30 e 14 horas Missas de Ação de Graças com catequistas e catequizandos na Matriz.
– às 19 horas Missa na Capela São Pedro.
Dia 17/07(5ª feira) – às 16 horas Missa na residência de Osvino Maldaner.
– às 19 horas Reunião com as catequistas na Vila Brasília.
Dia 19/07(Sábado) – às 14 horas Missa na Capela São José(Linha Teutônia).
– às 15;30 horas Missa na Capela Nsra dos Navegantes(Barra do Colorado).
– às 18 horas Missa na Igreja Matriz.
Dia 20/07(Domingo) – às 08;30 horas Missa na Igreja Matriz.
– às 10 horas Missa na Capela São Rafael.

AVISOS E CONVITES

1)    Pós- Missões: Acontecerão entre os dias 07, 08 e 09 de agosto, próximo. Por isso, é tempo de nos prepararmos para tal. Participando dos grupos de famílias, nas comunidades, enfim tomando conhecimento e vivenciando a ordem de Jesus: “Assim como o Pai me enviou, eu também vós envio”…. Todos estão convocados para participar!

2)    Jornal Presença Diocesana: Recordamos a todos os interessados em fazer assinaturas novas ou renová-las, de que estamos no período para tal. As assinaturas poderão ser feitas na secretaria paroquial, ou junto às comunidades. As edições são mensais, durante um ano, com notícias das paróquias, bem como da Arquidiocese, textos sobre liturgia, bíblia, catequese e mensagens. O custo é de R$ 15,00 ao ano.

3)    Dízimo Paroquial: Vamos lembrando aos nossos paroquianos de que já ultrapassamos o 1º semestre de 2014, e que é importante ir nos lembrando da nossa contribuição do dízimo para com a paróquia. Lembrando de que o mesmo é um direito e um dever de todos os associados da paróquia.

4)    Catequese Paroquial: Na próxima 6ª feira(dia 18), os nossos jovens e adolescentes entram em férias escolares. Já na catequese não temos férias, uma vez de que a catequese é permanente e em qualquer lugar em que o cristão batizado se encontrar, ele deve aprender e viver como cristão. Por isso, lembramos de que mesmo em férias escolares, não devemos dar férias aos nossos deveres para com Deus e aos nossos irmãos. Assim sendo não esqueçamos das nossas orações, bom comportamento, ir à missa, ler a Bíblia… na 4ª feira(dia 16), às 08;30 e 14 horas teremos a Missa de Ação de Graças. E nos dias de folga escolares tenhamos bom descanso com as bênçãos de nosso Deus!

PÓS MISSÕES
É PRECISO REZAR  COMO  JESUS  REZOU

Certa vez, os discípulos pediram a Jesus: “Senhor, ensina-nos a rezar”. Provavelmente eles já tinham presenciado várias vezes o recolhimento de Jesus para orar ao Pai. Assim foi no deserto, nas vésperas da escolha dos doze e em outros momentos. Sabiam que a “água viva” que o mantinha fiel à sua missão era tirada da oração e eles queriam aprender como Jesus o fazia. Na ocasião, Cristo ensinou o Pai-Nosso e pediu que as orações fossem feitas humildemente no interior do quarto. Lá onde podemos estar a sós com Deus. Jesus não dava uma receita de oração, mas indicava o modo como ele mesmo rezava. Por isso, a melhor maneira de aprender a rezar é observar a oração dele.
A primeira coisa a destacar é o modo como Jesus trata Deus, ou seja, chama-o de Pai. Chamar a Deus de Pai é ousar tratá-lo como alguém próximo de nós. Os antigos ressaltavam o temor de Deus, agora trata-se do amor. Para quem a palavra pai não ajudar, pode-se também tratá-lo de mãe, amigo, amado, ou seja, como uma referência de amor. Entrar em oração é encontrar-se com alguém que nos ama e que quer ser amado.
Santo Inácio de Loyola dizia que a maior graça a alcançar é o conhecimento interno de Cristo, ou seja, poder tornar-se amigo íntimo dele. E a melhor maneira de conseguir isso é tratá-lo desde já como nosso grande amigo. Saint-Exupery, em O Pequeno Príncipe, diz que o amigo é aquele que tornou nosso coração cativo. Aquele que alegra nossa vida com a simples notícia de sua chegada. Deus quer ser esse amigo, e orar é deixar-se cativar por Ele.
Para se conseguir uma amizade, é preciso gastar tempo com ela. Não podemos ser amigos de Deus se não damos tempo a Ele na oração. A intimidade se consegue com o contato frequente. Mas não qualquer contato (o paciente pode se relacionar anos a fio com seu médico sem se tornar íntimo dele), mas um contato de amor, confiança e gratuidade. Os amigos são aqueles com quem nos relacionamos sem nenhum outro interesse que não seja ode desfrutar da companhia agradável do outro. O verdadeiro amigo chega a tornar-se um “outro eu”. Assim deve ser a oração: recolhidos nos lugares próprios para privacidade, ter um momento de diálogo, ter uma alegria pela presença de Deus. Se fizermos isso frequentemente, Deus vai se tornar cada vez mais íntimo, até se tornar um verdadeiro Pai.
Se você ainda não tem, procure um lugar tranqüilo onde possa fazer sua oração. Prepare-se para ela. Os amigos costumam ter presente seu encontro com Deus. Depois leia e medite calmamente Mt 6, 5 –15. Pode pedir a graça: “Senhor, ensina-me a rezar”. E, rezemos pois pelas famílias e  pelo sucesso das  pós-missões de nossa paróquia!

(Padre Osório Serrão – Pároco)

Compartilhe: