TAPERA – Júri de Jairo Kolling poderá sair em julho

É o que espera a juíza diretora da comarca taperense

Nesta semana conversamos com a juíza Marilene Parizotto Campagna, diretora do Fórum de Tapera, para saber sobre o Caso Jairo, após o acusado ter sido pronunciado pela Justiça. A magistrada, que retornou de férias, disse estar aguardando o prazo para recurso da defesa. Segundo ela, se não houver interposto, espera que o julgamento de Jairo Paulinho Kolling deva ocorrer em julho e em Tapera.

Jairo Paulinho Kolling assassinou o padre Eduardo Pegoraro, no dia 22 de maio de 2015, na Casa Paroquial de Tapera, por suspeitar que ele tivesse um caso com sua esposa, Patrícia. Jairo, que foi preso em flagrante, foi levado a hospitais de Carazinho, Selbach e Ibirubá e depois para o Presídio Estadual de Espumoso onde obteve habeas corpus para aguardar o julgamento em liberdade.

Compartilhe: