TAPERA – Histórias das Porteiras apresentada a 970 alunos

A peça teatral “Histórias das Porteiras” já passou por diversas cidades em apresentações da circulação 2014, levando às crianças conhecimentos sobre o cooperativismo, história dos imigrantes, mitos e lendas, somados à importância das atividades rurais. Na terça-feira, dia 28, foi a vez de Tapera receber duas apresentações da peça teatral no Salão Paroquial Tenarião, reunindo mais de 970 alunos do ensino fundamental do município.

Ao final das apresentações, os alunos receberam uma revista com atividades pedagógicas produzida especialmente para o projeto, que de forma divertida fala mais sobre o campo, a cidade, o cooperativismo e os personagens do teatro, além de um Choco Clara cada.

A peça teatral “Histórias das Porteiras”, fez um grande sucesso em 2013. Mais de 4 mil pessoas assistiram às apresentações que aconteceram durante a 9ª Expoclara, em Carlos Barbosa, e o projeto recebeu o prêmio Top Sustentabilidade no Top de Marketing, da ADVB/RS, pela sua contribuição para a sociedade em virtude do incentivo à permanência do jovem no campo e à valorização das atividades rurais.

O Projeto “Histórias das Porteiras – Circulação 2014” é financiado pelo Pró-Cultura RS, Secretaria da Cultura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, com Produção Cultural da Steffen Projetos e Eventos e patrocínio da Cooperativa Santa Clara.

SINOPSE “HISTÓRIAS DAS PORTEIRAS”

“Histórias das Porteiras” é um espetáculo teatral que resgata histórias reais e imaginárias da vida do homem no campo. No espetáculo, três crianças transformam as tradições, crenças e mitos de quem vive no meio rural em jogos e brincadeiras. A alegria de vivenciar e reinventar estes fatos aborda a relação do homem com a natureza de forma interessante e prazerosa, transformando a montagem em uma experiência viva e divertida, típico de quem ama e respeita a terra.

A produção é do diretor Marcelo Bulgarelli e o elenco é composto pelos atores Carla Reis, Marcelo Branchine Wasen, Gustavo Freitas, Luiz Alves e Rodrigo Lahm Batista.

Compartilhe: