TAPERA – Grandespe: Produtores aguardam condições favoráveis para a semeadura do milho

Os produtores de milho da região de atuação da Grandespe aguardam por condições climáticas favoráveis para a semeadura do milho. A ocorrência de chuvas expressivas nos últimos dias elevou de forma expressiva a umidade do solo, inviabilizando a operação de semeadura.

Os dias nublados e as temperaturas amenas contribuem para manter a umidade em níveis elevados e dificultam o aquecimento do solo. É válido ressaltar que a temperatura do solo é um fator importante que deve ser considerado no momento da semeadura, já que influencia diretamente a germinação e emergência, e, consequentemente, o estande de plantas.

Segundo Fancelli (2007), o solo deverá apresentar-se com temperatura superior a 15o C por ocasião da semeadura. Temperaturas do solo inferiores a 10o C e superiores a 42o C prejudicam significativamente o processo de germinação. Por sua vez, temperaturas entre 25 e 30o C são excelentes e propiciam uma rápida germinação e emergência, favorecendo o estande de plantas. Além da temperatura, uma adequada disponibilidade de umidade é importante no processo de germinação, pois umidade em excesso, aliada a temperaturas baixas, atrasam a germinação e emergência, favorecendo o ataque de patógenos que atacam as sementes.

Neste sentido, é importante que o produtor fique atento às condições ideais de semeadura, pois a construção de elevados rendimentos se inicia com uma semeadura bem feita. Além disso, o adequado estabelecimento da cultura justifica-se ainda mais pelo alto custo da lavoura de milho.

Gustavo A. Stärlick
Engenheiro Agrônomo

Compartilhe: