TAPERA – Grandespe presente na reunião Agros 21

Na última quinta-feira (15/08) realizou-se em Erechim a reunião da Agros 21, onde estiveram presentes o diretor da Grandespe, Nereo Stärlick, e os engenheiros agrônomos Gustavo Stärlick e Juarez Faller. O evento, na sua 15ª edição, tem a finalidade de reunir clientes e parceiros da Agros, empresa de consultoria e assessoria no agronegócio com atuação em todo o Brasil, para discussão de resultados da última safra e contextualização do agronegócio.

Os palestrantes da Agros abordaram temas como gestão do agronegócio, análise de custos de produção e evolução dos rendimentos obtidos nas últimas safras e aspectos técnicos da produção de grãos, como manejo da fertilidade, épocas de semeadura e fitossanidade.

A programação do evento também incluiu uma palestra sobre mercado de soja e milho, ministrada pelo analista de mercados da AgRural Fernando Muraro. Tratando do tema de uma maneira dinâmica e prática, Muraro traçou um panorama atual de ambas as culturas, abordando a situação atual das lavouras americanas, perspectivas de produção dos Estados Unidos e América do Sul e levantamento dos estoques de grãos.

Também foram caracterizados diferentes cenários de produção agrícola, que podem servir de indicativo para negócios futuros. Muraro também comentou do atual momento que vive o mercado de grãos, cada vez mais globalizado e influenciado por uma série de fatores que provocam significativas oscilações de preços durante o ano. Na oportunidade, o analista enfatizou a importância de o produtor rural aproveitar os bons momentos para comercializar sua produção gradativamente e com segurança, se precavendo dos riscos do mercado.

A análise crítica desta série de informações em conjunto permite identificar pontos fracos no processo produtivo e definir estratégias que resultem em maior eficiência e rentabilidade da atividade agrícola. Sendo assim, uma caracterização do passado e presente do agronegócio e projeção dos desafios futuros permite maior segurança na tomada de decisões, passando pela comercialização de insumos e grãos, até a definição de investimentos em infraestrutura e na formação das lavouras.

Gustavo A. Stärlick
Engenheiro Agrônomo

Compartilhe: