TAPERA – Chuva intensa prejudica lavouras da região

Dos 95mm de chuvas informados ontem (06) na Unidade da Cotrisoja de Tapera, 70mm correspondem às precipitações de apenas uma hora.

As demais unidades registraram desigualdade na intensidade das chuvas. Em Lagoa dos Três cantos choveu o equivalente a 100 mm, em Selbach 70 mm, e Victor Graeff 60 mm. Uma grande disparidade de chuvas aconteceu também no interior dos municípios, onde Linha Floresta, Selbach registrou 30 mm e Linha Teutônia, pertencente a Tapera acumulou 25 mm.

Localidades como Esquina da Sorte e Coronel Gervásio, no interior de Tapera, foram algumas das áreas mais afetadas pelas chuvas torrenciais que caíram na tarde de ontem. Lavouras de Trigo e Milho foram totalmente destruídas pelo granizo.

De acordo com Coordenador do Departamento Agropecuário da Cotrisoja, Gerson Luis Kuffel, pouco poderá ser aproveitado do que restou destas lavouras. O “triguilho”, caracterizado pelo baixo teor de Ph (peso hectolitro) é um subproduto, grãos menores e até tratados como impurezas do trigo, é considerado um trigo de baixa qualidade e de pouco valor comercial. “A cultura do trigo já vinha sendo castiga pelo alto índice pluviométrico, geadas e doenças, agora com mais uma chuva, possivelmente teremos danos de grande monta na cultura. Temos ainda 60 % da cultura Trigo para ser colhida, porém, se vamos tratar como trigo para farinha ainda não sabemos”, explica Kuffel.

Ainda segundo o Coordenado do Depagro, a grande preocupação agora, é com as áreas já plantadas de soja.  ” Com as áreas de Soja plantadas pouco antes desta chuva, também poderemos ter problemas como a lavagem e compactação no sulco de plantio, exigindo o replantio. Infelizmente tivemos danos irreversíveis em nossa agricultura na região. ”

(Assessoria de Comunicação da Cotrisoja)

Compartilhe: