TAPERA – Aluno com síndrome de down concluiu curso de Técnico em Agropecuária

O aluno João Matheus Lucca Simon, 25 anos, concluiu recentemente o curso Técnico em Agropecuária pelo Instituto Imaculada de Tapera (RS). Matheus, que tem síndrome de down, foi muito parabenizado pelos seus familiares, amigos, colegas e professores pela conquista.

Falando em família, João Matheus comemorou muito com o pai João Roque, a mãe Beatriz e a irmã Berenice, por tê-lo incentivado e ajudado nos trabalhos.

Segundo o concluinte, ele optou por fazer o curso porque quando assistia televisão gostava dos canais rurais e gosta ainda de fazenda e de animais. Disse ter certa experiência com plantações, pois mexe na terra desde muito cedo.

João Matheus revelou que gosta de estudar, principalmente da companhia de colegas e amigos destro da sala de aula, todavia teve de aprender a conviver fora dela com o ensino à distância.

Sobre a conquista, João Matheus agradeceu a todos os professores do Instituto Imaculada, em especial a professora e educadora especial, Cleusa Guedes, pelo apoio recebido neste período. “Ela sempre me salvava fazendo a ponte entre mim e os demais professores”, contou.

O pai de JM, João Roque, agradeceu a colaboração da direção do Instituto Imaculada, professores e demais colaboradores do grupo escolar por terem atendido as expectativas e solicitações feitas pela família para o ingresso do João Matheus no curso, logicamente atendendo aquilo que ele gostaria de saber e aprender. Também falou da doação intensa da família em atender às necessidades dele, nunca o afastando dos ensinamentos necessários para aprendizagem para assim chegar igual aos demais colegas do curso.

A mãe Beatriz, que é professora aposentada, disse que não esperava que o João Matheus chegasse tão longe ao ponto de concluir o curso. E inspirado na irmã, o sonho de João Matheus é fazer uma faculdade e ter uma festa igual à que ela teve quando se formou.

“Surgiu a oportunidade desse curso técnico e devido ao apoio do grupo escolar e a facilidade de comunicação que o João Matheus tem com as pessoas, resolveram dar essa oportunidade a ele para ainda mais agregar ao crescimento, que já é constante nele”, disse

Ela agradece imensamente de coração ao grupo escolar do Instituto Imaculada, em especial a professora Cleusa, “maravilhosa” que se doou em atender as necessidades para desenvolver os trabalhos dentro de sala de aula com João Matheus.

A professora e educadora educacional Cleusa Guedes, por sua vez, disse que o Instituto Imaculada já vem de longa caminhada atendendo as necessidades do trabalho inclusivo e o João Matheus é mais um que está dando continuidade a este trabalho desenvolvido.

“A escola vem a cada ano aprimorando como orientar os professores de como dar esse suporte de aprendizagem ao aluno. Eram feitas reuniões entre professores e, essa, era responsável pelo elo educacional do João Matheus. Ele vem em constate evolução e, com a conclusão, só vai aprimorando seus conhecimentos, uma vez que já é profissional na agricultura. João Matheus, com quem trabalho há dois anos, é empenhado, dedicado, presente nas atividades e bem quisto na escola”, disse.

Compartilhe: