TAPERA – Agrotóxico é tema de palestra da Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde promoveu uma palestra sobre Agrotóxicos para profissionais da saúde, agricultores e representantes da Emater e de empresas ligadas ao agronegócio. O evento aconteceu no último dia 13, na Afuco, em Tapera.

O assunto foi abordado pela médica do trabalho do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) Nordeste, Daniele Taufer. Na oportunidade, ela falou sobre a composição dos agrotóxicos e os riscos que oferecem à saúde. A médica alertou sobre o tempo de exposição aos agrotóxicos e os tipos de contaminação, ressaltando a importância do uso do Equipamento de Proteção Individual (EPI) para evitar a contaminação: “alguns produtos precisam uma dose muito pequena para matar uma pessoa em menos de 48 horas. É importantíssimo que o produtor pense primeiro em preservar a sua saúde”, alertou. Além dos tipos de agrotóxicos mais utilizados, Daniele apresentou os alimentos mais contaminados pelo produto, como pimentão, morando e pepino.

A enfermeira Flávia Mucha explicou como utilizar o EPI, a forma correta de vestir e despir para que não ocorra contaminação em nenhuma parte do processo: “a roupa utilizada para passar o veneno não deve ser lavada com outras peças e nem no mesmo local. O adequado é utilizar um tambor e muita água corrente para que o agrotóxico não contamine. Jamais pedir auxílio para as crianças e proteger todo o corpo”, enfatizou.

Segundo a secretária da Saúde, Maria Lizete Orth, a palestra objetiva instruir os produtores e também alertá-los para os riscos de contaminação e intoxicação, já que a exposição ao produto por muito tempo pode acarretar problemas no futuro.

(Michelle Corazza – Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Tapera)

Compartilhe: