TAPERA – 1º Politécnico do Instituto Imaculada realiza atividades

A partir do início do ano letivo de 2013, o Seminário Integrado iniciou suas atividades com os alunos dos 1ºs anos do Ensino Médio Politécnico. Partindo da concepção de que o Seminário Integrado é um eixo articulador e problematizador do currículo, propôs a pesquisa socioantropológica. Várias atividades já foram desenvolvidas com o intuito de conhecer a realidade do município e região.

A pesquisa socioantropológica iniciou-se com uma entrevista com os pais, sobre a sua realidade. E, seguida, uma palestra com o Sr. Roberto Luís Visoto, presidente do COREDE?Alto Jacuí, que trouxe aos alunos a realidade sobre o desenvolvimento da região. Acrescido a esse mesmo tema, Délcia Maldaner, secretária do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico de Tapera (COMUDE), palestrou, esclarecendo, com dados concretos, o que está sendo feito para que o município se desenvolva. Também, não se pode deixar de registrar outras atividades que acresceram informações sobre o meio em que o cidadão taperense encontra-se inserido, como a participação na Toca do Coelho, visita a empresa ACOPLE, apresentações das “Histórias de Vida”, as leituras informativas no início dos encontros semanais, a Roda de Conversa que trouxe os pais à escola, a elaboração do Eixo Temático e a metodologia de relatório e projeto, que estão sendo desenvolvidos. Intenciona-se, também, oportunizar aos alunos uma visitação à 10ª Mostra das Escolas de Educação Profissional/MEPs – Regionais/2013, que acontecerá nos dias 24,25 e 26 de setembro.

Dando, então, continuidade à proposta da escola, o Seminário Integrado propôs aos alunos dos 1ºs anos do Ensino Médio Politécnico, no dia 16/09/13, a visitação ao “Projeto Profissão Catador” e ao ” Museu Érico Veríssimo” na cidade de Cruz Alta/RS. O Projeto Profissão Catador, entre o viver e o sobreviver do lixo, elaborado pela Universidade de Cruz Alta e que em 2010 foi contemplado no Programa Petrobrás desenvolvimento e Cidadania está em pleno funcionamento. Desde março de 2011, quando iniciaram-se os trabalhos, a equipe formada por monitores, assistentes sociais, um publicitário, uma analista financeira , vem mantendo atividades junto as associações de catadores de Cruz Alta. Atualmente estão em funcionamento duas associações, uma no bairro dos Funcionários e outra no Bairro Acelino Flores. O projeto já atinge mais de 100 catadores de materiais recicláveis em Cruz Alta, proporcionando assim a geração de renda para estas famílias que dependem deste processo como atividade profissional.

Professores orientadores de áreas do Ensino Médio Politécnico: Liane Salete Manfrin, Miriam Saggin Visoto, Berenice Vânia Maldaner e Lausane Passinatto Hefler.

Compartilhe: