SOLEDADE – Rodeio Internacional de Soledade promove integração entre Estados

O gosto pelas provas de laço ultrapassa a fronteira do Rio Grande do Sul e toma conta de outras cidades brasileiras

Basta andar pelos acampamentos do Rodeio Internacional de Soledade para perceber que o gosto pela cultura do Rio Grande do Sul não se restringe somente aos gaúchos. Começa pelos Estados mais próximos, como é o caso do Paraná, passa por Mato Grosso e São Paulo, alcançando o Planalto Central.

Nesta nona edição do evento, veio competidores das mais variadas cidades e muitos deles chegaram a viajar mais de dois dias para estar em solo soledadense. Um destes casos é o grupo de sete laçadores de Chapada Gaúcha, que é um município mineiro de 16 mil habitantes. Com eles vieram alguns familiares, que viajaram 2.400 quilômetros para representar o CTG Chama Crioula e o MTG do Planalto Central.

De acordo com Eder Silveira, é a primeira vez que participaram do Rodeio Internacional. “Estamos no Rio Grande do Sul há 15 dias e ficamos hospedados em Campos Borges, na residência de Olivan Antonio de Bortoli. Viemos a Soledade por indicação dele e aqui estamos representando o Piquete Estampa Crioula, de Campos Borges”, afirmou.

Eder é diretor campeiro do Movimento Tradicionalista Gaúcho do Planalto Central, que abrange entidades do Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Oeste da Bahia e parte do Piauí.

Quem também veio de longe foi Neto Pagliato, Julierme Correa, Ricardo Correa, Lucas Rafael e Everaldo Queiroz. Também pela primeira vez no Rodeio de Soledade, os cinco laçadores são de Salto de Pirapora, cidade paulista que fica a 16Km de Sorocaba e a 100Km de São Paulo.

Eles relatam que participam de rodeios durante todo o ano e tem o laço comprido como hobby. “Aqui no Rio Grande do Sul, já estivemos em Relvado e na Vacaria, mas costumamos participar de eventos em Santa Catarina, por ser mais perto de São Paulo”, salientam.

O município de Dois Vizinhos, no Paraná, igualmente está representado no IX Rodeio Internacional de Soledade. Pela segunda vez no evento, os laçadores Fábio, Amauri, Mato Grosso, Camilo e o Padre André demonstram sua habilidade no tiro de laço, e de acordo com eles, ao longo do ano sempre que podem estão participando de rodeios.

O IX Rodeio Internacional de Soledade acontece até domingo, 21 de fevereiro de 2016, no Parque de Eventos Centenário Rui Ortiz. A programação inclui provas artísticas e campeiras, com mais de R$ 60 mil em prêmios, além de shows e bailes.

(Maurício Orsolin)

Compartilhe: