Situação das estradas gaúchas após as chuvas

Depois de fazer uma operação tapa buracos na ERS 223, trecho que liga Ibirubá a Tapera, o DAER divulgou nesta terça-feira (08/07) as condições das rodovias do Estado.

– RSC 470, entre Bento Gonçalves e Garibaldi: está parcialmente interditada desde sexta-feira (27/06), no km 219, devido à queda parcial de um talude de encosta (sentido Garibaldi-Bento Gonçalves). O trecho está sinalizado, mas se recomenda atenção aos motoristas. O problema já foi resolvido no domingo (6.07) e trânsito está liberado desde segunda-feira (7.07).

– ERS 122, contorno de Caxias do Sul: operação tapa-buracos já teve início com empresa terceirizada através do Contrato de Conserva Rotineira.

3ª Superintendência Regional (Santa Cruz do Sul):

– RSC 153, entre Vale do Sol e Herveiras: trânsito interrompido totalmente entre os kms 300 e 311, por causa da queda de uma barreira com grande volume de materiais (solo e rocha). Nesta quinta-feira (03/07) o DAER instalará sinalização de alerta aos motoristas e um estudo geológico deve ser feito nos trechos danificados.
– ERS 400, em Candelária: queda de barreiras do km 13 ao 18 deixam o tráfego de veículos em meia pista. A limpeza da pista está sendo realizada através do Contrato de Conserva Rotineira.
– ERS 422, em Linha Brasil: interrupção parcial entre os kms 45 a 50, devido a queda de barreiras. Limpeza sendo realizada através do contrato AJ/CD/032/14 – Santana & Cia. Ltda.
– ERS 422: km 64, em Venâncio Aires, está parcialmente interditado por causa de erosão da borda da rodovia e danos na cabeceira da ponte. Conserto a ser realizado através de Contrato de Conserva Rotineira.
– RSC 471, em Sinimbu: queda de barreira deixa o trânsito em meia pista no km 99. Trabalhos sendo realizados através do Contrato de Conserva Rotineira.

4ª Superintendência Regional (Santa Maria):

– VRS 804, no acesso a Silveira Martins: trânsito em meia pista no km 10, devido a um desmoronamento no aterro. A solução é a colocação de aproximadamente 250m² de pedra. Os trabalhos de recuperação da pista iniciam no dia 10/07.

– ERS 149, KM 77: liberada para tráfego de veículos.

6ª Superintendência Regional (Passo Fundo):

Há buracos nas seguintes rodovias:
– ERS 332, entre Soledade, Espumoso e Tapera
– ERS 324, entre Nova Araçá e Passo Fundo
– ERS 223, entre Tio Hugo e Tapera
– ERS 402, entre Selbach e Colorado.

Três equipes (duas do DAER e uma terceirizada) iniciaram, em 7 de julho, a operação tapa-buracos.

9ª Superintendência Regional (Alegrete):

Bloqueios nas seguintes rodovias:
VRS 806 – KM 1+000-Ponte sobre o Rio Caverá.
VRS 834 – KM 2+800 ao 3+800 – cheia do Rio Uruguai

Não há previsão de reestabelecimento da trafegabilidade, aguardam que os rios voltem as condições normais quanto ao nível da água.

10ª Superintendência Regional (Cachoeira do Sul):

– RSC 481, entre Cerro Branco a Lagoa Bonita do Sul: transito interrompido entre os kms 141 e 152, devido a queda de barreira. Tráfego em meia pista na altura Km 140, no sentido Lagoa Bonita-Cerro Branco.
.
– RSC 287, entre Restinga Seca e Paraíso do Sul: recomenda-se aos motoristas cuidados com os buracos na pista, entre os kms 176 e 197. Iniciou em 08.07 a operação tapa-buracos, que dura em torno de 3 dias.
– ERS 502, entre Novo Cabrais e Paraíso do Sul: liberada para o tráfego de veículos.

13ª Superintendência Regional (Erechim):

– RSC 480, em Erval Grande: trânsito interrompido no km 2. Ponte sobre o rio Passo Fundo sofreu deslocamento lateral de aproximadamente 1m em três vãos. Rodovia interditada também no km 5 por causa de rachaduras na pista e levantamento do asfalto (altura de 1m) numa extensão de 100m. Em fase de estudo topográfico e elaboração projeto de drenagem para limpar e fazer desvio no local (8.07).

– ERS 420, em Aratiba: trecho não pavimentado em precárias condições. Aguarda patrolagem.

– ERS 475, entre Sananduva e Charrua, com pontos de solo mole, dificultando o tráfego de veículos pesados.

ERS 491, entre Marcelino Ramos e Coronel Teixeira, meia pista no KM 4, devido ao escorregamento de solo. Está sinalizado.

RSC 126, entre Sananduva e BR-282 (próximo a Lagoa Vermelha) com muitos buracos, exigindo cautela dos motoristas. Está programada uma reperfilagem com massa asfáltica.

14ª Superintendência Regional (Santa Rosa):

– RSC 472, entre Humaitá e Boa Vista do Buricá: rodovia interditada devido à erosão de um bueiro no km 102,8. Equipe de engenharia analisa qual a melhor alternativa para a recuperação. No dia 7.07 iniciaram as obras de recuperação desse trecho e a previsão de liberação fica em torno de 15 dias.

16ª Superintendência Regional (Osório):

– RSC 101, entre Capivari e Mostardas: buracos nos km 72 e entre os kms 81 ao 90. Operação tapa-buracos será realizada por equipes do DAER. Em 08.07 equipe do Daer iniciou a avaliação do trecho.
– ERS 389, na chegada a Torres (Estrada do Mar): buracos no km 90. Será realizada operação tapa-buracos por equipes do DAER.

– ERS 030, entre Osório e Tramandaí: operação tapa-buracos concluída.
– ERS 786, trecho entre Tramandaí e Quintão, a operação tapa-buraco iniciou e segue até sexta-feira (11 de junho).

17ª Superintendência Regional (Palmeira das Missões):

– RSC 163, em Barra do Guarita: trânsito em meia pista no km 30, devido a queda de barreira. No aguardo da melhoria das condições climáticas para iniciar o trabalho de recuperação através do Contrato de Apoio Técnico. A construtora CCP, responsável pelas obras da rodovia começou em 07.07 o trabalho de contenção das barreiras para evitar novos deslizamentos.

Compartilhe: