ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sescoop comemora Dia da Mulher durante Expodireto

Postado em 09 março 2016 07:15 por jeacontece
15.292.411/0001-75

Evento realizado na segunda-feira (7), durante o primeiro dia de programação da 17ª Expodireto Cotrijal, reuniu mulheres associadas a cooperativas para palestras

Dia 8 de março, comemora-se o Dia Internacional da Mulher. Para marcar a data, o Sistema Ocergs-Sescoop/RS preparou uma programação especial para mulheres cooperativistas e contou com a participação especial do Comitê de Mulheres da Cotrijal.

Ubiracy Barbosa Ávila, analista técnica da entidade, relatou que o evento foi pensado como uma espécie de homenagem às mulheres que participam ativamente do cooperativismo. “Temos mulheres conscientes, verdadeiras e plurais”, comemorou.

O presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Vergilio Perius, mencionou que a lucidez e a inteligência dos homens dependem da inspiração da mulher, principalmente em processos cooperativos, já que a cooperação começa no lar.

Já o superintendente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Renato Nobre, informou que 60% do quadro gerencial da entidade é composto por mulheres. “Admiro o trabalho da mulher, que consegue atuar como cooperada, conselheira, dirigente, executiva, com competência, sem deixar de cuidar do lar, dos filhos”, ressaltou.

A presidente da Fetrabalho/RS e diretora da Ocergs, Margaret da Cunha, reforçou que a mulher está ao lado do homem fazendo a diferença e unindo forças. “Não disputamos espaço, apenas queremos o nosso espaço como mulheres e profissionais, pois sabemos fazer muito bem o nosso trabalho”, expôs.

O vice-presidente da Cotrijal, Enio Schroeder, enfatizou que a mulher tem um papel fundamental dentro do cooperativismo. “A prova disso é que permanentemente estimulamos a participação e a presença da mulher nos eventos da cooperativa. Quando comemoramos 50 anos, tivemos pela primeira vez uma mulher fazendo parte do conselho de administração, o que deveria ter sido algo normal e natural muito antes disso. E desde esse período, mantemos essa participação e hoje criamos um Comitê de Mulheres, com 30 mulheres ajudando a pensar a cooperativa e fazendo parte permanentemente do quadro”, pontuou.

ESPAÇO PARA A MULHER

Para a associada Josicler Mistura, da unidade de Nicolau Vergueiro, o Comitê de Mulheres da Cotrijal busca abrir novos caminhos e valorizar a mulher, fazendo com que se sinta cada vez mais inserida na comunidade. “Precisamos dar valor à família, mas também precisamos abrir espaços na comunidade e nas entidades, buscar inovações e conhecimentos e levar isso para a nossa família”.

Conforme Josicler, o comitê tem colaborado para a união da família e tomada de decisões em conjunto. “Agora tudo é decidido em família, e juntos nós buscamos uma solução para que as coisas andem cada vez melhores. Caminhamos lado a lado, todos tem direito e dever de opinar”, afirmou.

A primeira-dama do Estado, Maria Helena Sartori, citou a presidente da ONU Mulheres, Michelle Bachelet, dizendo que se as mulheres são metade da população do mundo, precisam participar das decisões dele. “É inadmissível que em todas as áreas que a mulher está, o seu talento é tão desaproveitado”, afirmou.

AS PALESTRANTES

A primeira presidente mulher da Assembleia Legislativa gaúcha, Silvana Covatti, falou ao grupo dizendo que a mulher naturalmente tem um diferencial. “Somos persistentes, sempre competindo de igual para igual”, expressou.

Malvina Fandinho da Silva Amaral, vice-presidente e fundadora da Cooperativa de Mineração de São Marcos, falou do papel da mulher no cooperativismo. “Precisamos despertar para que a mulher possa se perceber capaz. Estimulamos para que essa mulher estude, se especialize, se empoderando desse sentimento de saber mais é que ela vai tomando esses cargos de presidência, de conselho, em todos os lugares”, mencionou.

Ielda Cherini, associada do Sicredi Botucarai e empreendedora, trouxe uma mensagem sobre o valor da mulher e o seu papel na sociedade. “Convoco que todas as mulheres busquem seu lugar ao sol, junto à sociedade, buscando uma atividade”, finalizou.

Cotrijal impulsiona case de sucesso

Ubiracy Barbosa Ávila lembrou que em 2010, um grupo de 23 mulheres de Palmas (TO) esteve em Não-Me-Toque para acompanhar o trabalho de nucleação da Cotrijal. “Sendo um case de sucesso, esse grupo implantou o modelo da Cotrijal em Palmas”, relatou, dizendo que em menos de um ano os reflexos desse trabalho já começaram a ser sentidos em todo o país. “Em uma velocidade surpreendente elas implantaram a nucleação, se tornaram presidentes de cooperativas. Tudo a partir do reflexo do que vinha sendo feito pela Cotrijal”, concluiu.

(Assessoria de Imprensa Expodireto Cotrijal)

Postado em 09 março 2016 07:15 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop