SEMINÁRIO DO MERCOSUL – Painel inaugural reúne convidados argentinos

O XIV Seminário Internacional de Educação no Mercosul, promovido pela Universidade de Cruz Alta e Instituto Privado Carlos Linneo, de Oberá, Argentina, teve início na tarde desta terça-feira (08) no Salão Nobre do Campus. Antes do painel inaugural, foi composta mesa oficial, com a reitora da Unicruz, Elizabeth Dorneles; o reitor do Instituto Privado Carlos Linneo, Sérgio Czajkowski; o presidente da Fundação Unicruz, José Ricardo Libardoni dos Santos; o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Bertoldo Fagundes, representando o prefeito; e o diretor do Centro de Ciências Humanas e Comunicação e coordenador do Seminário, Antonio Escandiel de Souza.

O presidente da Fundação Unicruz destacou a consolidação do Seminário Internacional de Educação no Mercosul, um dos eventos mais importantes da Instituição. Ele salientou também a importância da parceria entre a Unicruz e o Instituto Privado Carlos Linneo, não só para o Seminário, mas também para outras iniciativas em conjunto.

Na sequência, a primeira atividade do evento foi o painel “Políticas Educacionais e Ambientais para uma Integração Cultural”, coordenado pelos reitores Elizabeth Dorneles e Sérgio Czajkowski e que teve a participação dos educadores argentinos Bernardo Beltran e Juan Carlos Godoy e dos professores da Unicruz Diego Golle e Domingos Benedetti Rodrigues.

Beltran, professor de História, destacou que o Mercosul foi concebido principalmente enquanto integração econômica dos países, e que hoje há necessidade de uma maior integração cultural e educacional. Neste aspecto, segundo ele, o Seminário Internacional de Educação no Mercosul é de grande relevância.

Já o professor de Ciências Naturais Juan Carlos ressaltou que a ética ambiental, deveria ser um princípio levado em conta por todos os países e províncias. Para ele a política de educação ambiental deve ultrapassar as fronteiras de Estado, pois o meio ambiente não tem fronteiras.

Ao usar a palavra o docente da Unicruz, MSc. Domingos Benedetti Rodrigues salientou que a educação ambiental deve ser voltada apara todas as idades. Como iniciativa, diante dos demais painelistas, Domingos apresentou uma proposta de criação de um grupo de discussão de políticas de educação ambiental no Mercosul, com objetivo de ampliar os debates e fomentar atitudes que visem a preservação ambiental nos países envolvidos no eixo.

Encerrando o painel, o Dr Diego Golle, deu ênfase em suas colocações à educação ambiental e ao desenvolvimento sustentável, destacando que são essenciais atitudes globais das pessoas em relação às duas temáticas. “Também são necessárias políticas públicas para educação ambiental, entre as quais destaco a formação de professores e a inserção de disciplinas de Educação Ambiental nos currículos das escolas, observou Golle.

Acompanharam o painel inicial do evento vice-reitores, diretores de Centros e professores da Unicruz, secretários municipais, acadêmicos e demais participantes.

Unicruz

Compartilhe: