SELBACH – Vacinação contra HPV inicia nesta segunda-feira

Postado em 10 março 2014 07:36 por JEAcontece
15.292.411/0001-75

Campanha tem como públicos-alvo adolescentes do sexo feminino
de 11 a 13 anos no período de 10 de março a 10 de abril de 2014

A Campanha de vacinação contra o vírus HPV (Papiloma Vírus Humano) da Secretaria Municipal da Saúde, acontece entre os dias 10 de março e 10 de abril de 2014. O esquema vacinal adotado será o estendido, composto por três doses (0,6 e 60 meses), assim as adolescentes que receberem a 1ª dose em março de 2014 receberão a 2ª dose em setembro de 2014 e a 3ª e última dose em março de 2019.

O objetivo da vacinação contra HPV no Brasil é de prevenção do câncer do colo do útero, refletindo na redução da incidência e da mortalidade por esta enfermidade.

O HPV (Papilomavírus Humano) é um grupo de vírus que causa lesões precursoras de câncer, principalmente o câncer de colo de útero. Os tipos virais oncogênicos mais comuns são HPV 16 e 18, responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer do colo do útero, enquanto os HPV 6 e 11 estão associados a até 90% das lesões anogenitais.

A principal forma de transmissão do HPV é por via sexual, que inclui contato oral-genital, genital-genital ou mesmo manual-genital. Estima-se que entre 25% e 50% da população feminina e 50% da população masculina mundial esteja infectada pelo HPV.

Considerando que o HPV é condição necessária para o câncer cervical, a vacinação para prevenção do HPV representa potencial para reduzir a carga de doença cervical e lesões precursoras.

O Ministério da Saúde adotou a vacina quadrivalente ( tipos virais 6,11,16,18) contra HPV. Essa vacina previne infecções pelos tipos virais presentes na vacina e, consequentemente, o câncer do colo do útero e reduz a carga da doença. Tem maior evidência de proteção e indicação para pessoas que nunca tiveram contato com o vírus. “Cabe lembrar aos pais ou responsáveis que a vacinação, acontecerá na escola de sua filha”.

“A vacinação é uma ferramenta de prevenção primária e também não substitui o rastreamento do câncer, pois a vacina não confere proteção contra todos os subtipos oncogênicos de HPV e nem contra outras doenças sexualmente transmissíveis e, por isso, a importância do uso do preservativo em todas as relações sexuais”, destaca a Enfermeira Marta Lucia.

(Núcleo Integrado de Comunicação da Prefeitura de Selbach)

Postado em 10 março 2014 07:36 por JEAcontece
15.292.411/0001-75
TAPERA TEMPO

Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop