Secretaria da Saúde de Tapera implanta sistema de acolhimento para marcação de consultas

A secretaria Municipal da Saúde de Tapera está implantando um novo sistema para atendimento aos taperenses nas suas Unidades de Saúde: Cais, Postão Dona Borja e Zona Sul. É o que se convencionou chamar de Acolhimento, um sistema que permite a marcação de consultas.

Com a adoção deste sistema, o usuário se dirigirá a uma das unidades passando, inicialmente, por uma avaliação de um profissional disponível, que fará um diagnóstico prévio para posterior encaminhamento à consulta.

“Os agendamentos não ocorrem por telefone por ser uma metodologia inviável, uma vez que a equipe de saúde precisa acolher e avaliar a pessoa para determinar a urgência do atendimento, o que chamamos de classificação de risco”, explica a secretária de Saúde de Tapera, Lizete Borgmann.

A secretária destacou que esse método de atendimento, entre outros procedimentos que aos poucos estarão sendo implementados na Unidades de Saúde de Tapera, seguem protocolos específicos de classificação de risco, regulamentados pelo Ministério da Saúde.

O objetivo de tudo isso, segundo a secretária, é a melhoria do acesso e da qualidade dos serviços de saúde oferecidos no município. Por fim revelou, que numa avaliação inicial com os pacientes que estão sendo atendidos através desse novo modelo de atendimento, os mesmos se mostram bastante satisfeitos devido à comodidade de não ter mais que pegar ficha durante a madrugada.

A secretária revelou também que, a partir de agora, serão realizadas reuniões nas vilas e no CAIS, com divulgação pelos veículos de comunicação de Tapera, para explicar aos usuários a dinâmica desse novo sistema que está sendo implantado para acabar ou pelo menos reduzir as filas para retirada de fichas em busca de atendimento médico, que é um problema crônico do SUS em todo o País.

Compartilhe: