SAÚDE – Diarreia

A diarreia é um sintoma e não uma doença. Caracteriza-se pela ocorrência de evacuações líquidas e frequentes (normalmente acima de 3x/dia), sendo acompanhada pela perda excessiva de líquidos e eletrólitos sais mineral. A passagem do alimento através do trato digestório é rápida demais impedindo a digestão e absorção completa. Vale lembrar que diarréia e disenteria são diferentes, pois um refere-se apenas ao caráter das fezes e o outro apresenta cólicas abdominais, com possível presença de sangue.

A passagem do alimento através do trato digestório é rápida demais impedindo a digestão e absorção completa. Se a diarreia prolongar-se e tornar-se crônica, poderá ocorrer um grande número de deficiências nutricionais. Deve-se evitar durante estes episódios Leite e derivados, pois a lacta se presente nos eletrólitos encontra-se abaixo podendo haver intolerância do organismo, uma vez que esta enzima digere a lactose (proteína encontrada no leite e derivados). Fibras insolúveis, presente nas cascas e cereais integrais, pois estas aceleram ainda mais o trânsito intestinal. Trigo de qualquer espécie, doces, frutas, vegetais, pasta de amendoim, feijão, ervilhas, lentilha e outras sementes. A formação de gases também é indesejada nestes casos.

Dieta de líquidos e eletrólitos suficientes para repor as perdas. Apenas fibras solúveis devem ser utilizadas em casos de diarreia, pois provocam o retardo do funcionamento intestinal. Os alimentos fontes são: maçã, pera, banana maçã, goiaba, e sucos de limão e qualquer uma das frutas relacionadas acima. Utilize pouco ou nada de açúcar, pois esse alimento fermenta no intestino e pode atrapalhar a recuperação. . Todo indivíduo deve hidratar-se durante o período que estiver com diarreia. Essa hidratação pode ser feita através do soro caseiro, fórmulas comerciais de soro de reidratação oral ou isotônicos. Os alimentos oferecidos no período de recuperação podem ser bolachas água e sal, torradas simples, canja de galinha, purê de batata, mingau de Maisena. Outros alimentos permitidos como, batata sem casca, arroz, pão branco suco de frutas coado, carnes, frangos e peixes.

A alimentação, sem duvida nenhuma, pode causar, agravar e aliviar a diarreia. Os alimentos podem provocar diarreia através de complexos mecanismos de intolerância. E, definitivamente, os alimentos ingeridos podem prolongar ou encurtar a duração dos episódios ocasionais de diarreia, comendo a coisa certa, você pode encurtar em um terço o tempo de recuperação de uma crise de diarreia.

ALINE PREDIGER
Nutricionista 8835 D, personal diet, domiciliar e clínica

Compartilhe: