SAÚDE – A importância da qualidade da alimentação na terceira idade

Todos os seres vivos sofrem um natural e esperado processo de envelhecimento. “Que o teu alimento seja o teu remédio e que teu remédio seja o teu alimento” dizia o filósofo Hipócrates, pai da Medicina e pioneiro na utilização de alimentos no tratamento e prevenção de doenças. Nosso organismo ao passar dos anos, sofre diversas transformações. Muitas pessoas estão preocupadas com a garantia do bem estar e qualidade de vida. Esse fato leva a preocupação em se obter uma alimentação adequada, associada ao desempenho de atividades físicas, conforme as possibilidades.

Porém a alimentação na terceira idade é um assunto que requer muita atenção, uma vez que diversos fatores estão relacionados a uma diminuição de o consumo alimentar, causando deficiência nutricional em diversos nutrientes. È fundamental que o idoso apresente uma dieta equilibrada em carboidratos, como pães e massas, e às formas líquidas ou pastosas, como as sopas. Embora mais fáceis de ingerir e preparar, devem estar sempre acompanhados de verduras, legumes e frutas. As proteínas, que são encontradas especialmente nas carnes. Se houver dificuldade de mastigação, o leite, peixes ou ovo, são ótimas fontes.

O atendimento das necessidades de vitaminas e minerais é essencial, pois esses nutrientes, além de atuar regulando diversas funções no organismo, agem como antioxidante e previnem o envelhecimento e aparecimento de doenças. Além disso, é importante a refeição apresentar aspectos agradáveis, como a cor, sabor, aroma e textura, e que seja priorizado o prazer no momento da refeição, atendendo as preferências do idoso.

Para continuar com saúde e disposição, prevenindo e tratando as doenças, a alimentação é um ponto fundamental.

ALINE PREDIGER
Nutricionista 8835 D, personal diet, domiciliar e clínica

Compartilhe: