São Paulo acerta venda de Oscar ao Inter por R$ 15 milhões

Chega ao fim uma das disputas judiciais mais longas do futebol brasileiro. O São Paulo anunciou nesta quarta-feira a venda do meia Oscar ao Internacional por R$ 15 milhões de reais, valor descrito pelo clube paulista como o mais alto já pago por um jogador entre equipes brasileiras. O Inter ainda não confirmou a transação.

De acordo com o São Paulo, o Inter arcou com “pagamento da multa contratual acrescida de perdas e danos”. Em troca, o clube paulista desiste da briga judicial que enfrentava para manter Oscar. A cifra é superior ao que teria sido oferecido pelo Inter (uma proposta de pelo menos R$ 7 milhões).

O clube paulista, entretanto, também precisou ceder, já que a multa rescisória girava em torno de R$ 17 milhões. A disputa começou no final de 2009, quando o meia deixou o Morumbi por meio de ação na Justiça trabalhista.

Desde então o São Paulo buscava pelo campo judicial o retorno do atleta, que acertou para jogar com o Internacional. O clube paulista só conseguiu uma vitória contundente em 21 de março de 2012, quando decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), do juiz relator Nelson Bueno de Prado, determinou que o contrato do jogador com o clube paulista fosse restabelecido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pela Federação Paulista de Futebol (FPF).

Oscar ficou então um mês e meio parado até que pôde voltar aos gramados por meio de habeas corpus concedido em seu favor pelo ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Guilherme Caputo Bastos. Enquanto isso, o Internacional buscava acerto com o São Paulo para garantir o atleta fora do campo judicial.

Terra

Compartilhe: