Revista divulga mais nomes citados em suposto esquema na Petrobras

Governador do Ceará e dois senadores estariam na delação premiada de ex-diretor

A edição da revista Isto É que circula neste final de semana traz três novos nomes indicados pela delação premiada do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. De acordo com a revista, ele citou, além dos nomes divulgados anteriormente, o governador do Ceará, Cid Gomes, e os senadores Delcídio Amaral (PT-MS) e Francisco Dornelles (PP-RJ).

Numa série de depoimentos iniciados semana passada, o ex-diretor apontou o envolvimento de deputados e senadores, governadores e de pelo menos um ministro com os desvios de dinheiro de contratos da estatal com grandes empresas. Costa apontou, entre outros, um “operador do PMDB”, político fluminense, atribuindo-lhe o papel de intermediário de aliados do governo em negociações com empresas fornecedoras de bens e serviços à Petrobras. A atuação desse político se estenderia à distribuição de propinas a partir de contas no exterior. Os políticos receberiam, segundo Costa, 3% do valor dos contratos da Petrobras.

O nome de pelos menos 25 políticos vinculados a cinco partidos (PT, PMDB, PP, PR e PTB) fez desabar sobre as campanhas da presidente Dilma Rousseff (PT) e da adversária ex-senadora Marina Silva (PSB) os piores temores em meio à campanha eleitoral. A investigações que atingem a base governista podem respingar também na campanha do PSB. Um dos principais focos da investigação são contratos de empreiteiras com refinaria a Abreu e Lima, em Pernambuco.

Quem foi citado na revelação anterior

Edison Lobão (PMDB), ministro
João Vaccari Neto (PT), secretário de Finanças do PT
Eduardo Campos (PSB), ex-governador de Pernambuco — morto no mês agosto em acidente
Henrique Eduardo Alves (PMDB), pres. da Câmara dos Deputados
Renan Calheiros (PMDB), presidente do Senado
Ciro Nogueira, senador e presidente nacional do PP
Romero Jucá (PMDB), senador
Cândido Vaccarezza (PT), deputado federal
João Pizzolatti (PT), deputado federal
Mario Negromonte (PP), ex-ministro das Cidades
Sergio Cabral (PMDB), ex-governador do Rio de Janeiro
Roseana Sarney (PMDB), governadora do Maranhão

(Correio do Povo)

Compartilhe: