Referenciais Paroquiais para o Sínodo se reúnem em encontro online

Postado em 22 novembro 2021 17:00 por jeacontece
15.292.411/0001-75

O Sínodo 2021-2023 chegou na Arquidiocese de Passo Fundo e já está plantando frutos para serem colhidos durante a etapa diocesana, que teve início em outubro de 2021 e será encerrada em agosto de 2022. Ao convocar este Sínodo, o Papa Francisco convida toda a Igreja a refletir sobre um tema que é decisivo para a vida e missão: “O caminho da sinodalidade é precisamente o caminho que Deus espera da Igreja do terceiro milénio”, disse o Papa em seu discurso de comemoração do cinquentenário da instituição do Sínodo dos Bispos.

Dando continuidade ao caminho que teve início em outubro, nesta quarta-feira, 17 de novembro, o referencial para o Sínodo na Arquidiocese de Passo Fundo, Pe. Ivanir Antonio Rampon, juntamente com o Arcebispo Dom Rodolfo e os membros da Equipe Arquidiocesana para Dinamizar o Sínodo, realizaram uma reunião com os referenciais paroquiais, que serão responsáveis pelo processo de escuta em todas as paróquias na Arquidiocese.

Durante a reunião, os representantes receberam orientações de como o processo de escuta deve ser realizado, a fim de permitir o maior aproveitamento neste momento de partilha, para que assim seja possível a verdadeira vivência da sinodalidade proposta por Papa Francisco.

O que é o Sínodo?

O Sínodo dos Bispos surgiu a partir do Concílio Vaticano II, embora ele tenha acontecido até o momento como uma reunião de bispos com e sob a autoridade do Papa, a Igreja percebe que a sinodalidade é o caminho ideal para todo o Povo de Deus. Assim, o Processo Sinodal passa de apenas uma assembleia de bispos, para um caminho destinado a todos os fiéis, na qual cada Igreja local tem um papel integral a desempenhar.

O tema do Sínodo 2121-2023 é “Para uma Igreja Sinodal: Comunhão, Participação e Missão”. Estas três dimensões estão profundamente conectadas e são os pilares vitais de uma Igreja Sinodal, não havendo hierarquia entre elas, pelo contrário, cada uma enriquece e orienta as outras duas.

Por que falar sobre sinodalidade?

O Vademecum para o Sínodo sobre a Sinodalidade explica que a sinodalidade permite que todo o Povo de Deus caminhe em conjunto, escutando o Espírito Santo e a Palavra de Deus, para participar na missão da Igreja na comunhão que Cristo estabelece entre nós. Em última análise, este caminho a percorrer juntos é a forma mais eficaz de manifestar e pôr em prática a natureza da Igreja como Povo peregrino e missionário de Deus.

A missão da Igreja exige que todo o Povo de Deus esteja num caminho em conjunto, com cada membro a desempenhar o seu papel crucial, unidos uns aos outros. “Uma Igreja sinodal caminha em comunhão para prosseguir uma missão comum através da participação de cada um dos seus membros. O objetivo deste Processo Sinodal não é proporcionar uma experiência temporária ou única de sinodalidade, mas proporcionar uma oportunidade para todo o Povo de Deus discernir em conjunto como progredir no caminho para ser uma Igreja mais sinodal a longo prazo”, diz o documento.

Amanda Nascimento – Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo

Postado em 22 novembro 2021 17:00 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


TAPERA TEMPO

Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop