Projeções de chuvas diminuem e ameaçam produção de milho na região

Postado em 16 novembro 2021 09:02 por jeacontece
15.292.411/0001-75

O milho, principal produto para alimentação de gado e aves, além de importante cultivar para alimentação humana, segue ameaçado pelo clima na região.  Atualmente em uma fase que precisa de bons volumes de chuvas, as projeções meteorológicas para esta semana preocupam produtores.  Aliado a isso o La Niña, conforme a Met Sul Meteorologia, deve agir ao longo de todo o verão. Este fenômeno, no sul do Brasil, causa diminuição de chuvas, enquanto em regiões do norte provoca mais chuva, atingindo a produção daquele local com muita chuva.  Tal situação influencia na oferta final e também no preço.

O assunto foi abordado dentro do programa Cotações e Mercado, no último domingo.  Apresentado por Jair Ineri Lazarotto, o programa fez uma análise da região com especialistas, cerealistas e agrônomos.  O engenheiro agrônomo Luciano Remor, que acompanha de perto a situação das lavouras, disse que o dano já é certo na região pela falta da chuva.

Passo Fundo já registra ao menos 11 dias sem chuvas em uma fase crucial para o milho.  As projeções de chuvas para esta semana diminuíram o volume e os principais sites de meteorologia apontam uma média de 4 a 19 milímetros nos próximos dois ou três dias para a região. Em 30 dias a previsão aponta algo em torno de 75 milímetros no somatório.  Este número preocupa porque, dividindo por dia, dá uma média inferior a 3 milímetros.  Nesta fase o milho precisa de 8 a 9 milímetros por dia, explicou Remor.

Rádio Uirapuru

Postado em 16 novembro 2021 09:02 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop