Profissionais e acadêmicos participam de treinamento em diagnóstico e controle de zoonoses

CRUZ ALTA – Teve início nesta segunda-feira (21) o quarto treinamento da Universidade de Cruz Alta em “Métodos de diagnóstico e controle de Brucelose e Tuberculose Animal e noções de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis”. A atividade, promovida com o apoio do Sindicato dos Médicos Veterinários do Rio Grande do Sul (Simvetrs), visa capacitar profissionais e acadêmicos formandos de Medicina Veterinária da Unicruz quanto à erradicação das doenças, que afetam principalmente rebanhos de bovinos, suínos e ovinos.

Novamente, o treinamento atrai profissionais de outros Estados. Um grupo de seis médicos veterinários de Itapiranga (SC) está participando. A Unicruz é uma das duas Instituições gaúchas a realizarem o treinamento. A outra é a Universidade Federal de Pelotas (Ufpel).

Um dos temas abordados no treinamento é a “vaca louca”, doença que teve caso confirmado recentemente nos Estados Unidos. A médica veterinária patologista Norma Centeno Rodrigues destacou que, com isso, o Brasil pode conquistar novos mercados.

O treinamento, que se estende até a próxima sexta-feira (25), com atividades teóricas e práticas, serve para habilitação do profissional perante o Ministério da Agricultura para a atuação no combate de zoonoses. Uma nova edição está prevista para ser realizada na Unicruz ainda neste ano.

Unicruz

Compartilhe: