Prefeito de Fortaleza dos Valos demite 90% dos Cargos em Comissão

Medida é necessária, segundo Adair Toledo (PDT), para economizar cerca de R$ 200 mil mensais

Após os prefeitos de Porto Alegre e Salto do Jacuí anunciarem cortes nas despesas, principalmente na folha de pagamento, nesta sexta-feira foi a vez de prefeitura de Fortaleza dos Valos anunciar medidas para conter despesas. Adair Toledo (PDT), que assumiu a prefeitura em maio, após eleição complementar, demitiu 90% dos Cargos em Comissão.

Também deixou o cargo o Secretário da Fazenda do município. Em seu lugar, de acordo com o prefeito, será nomeado um funcionário de carreira, que passará a acumular uma função. Das sete secretarias, quatro serão administradas desta forma. Além disso, serão controlados outros gastos, como viagens, horas extras e despesas administrativas, como telefone.

Porém, o prefeito garante que serviços básicos de saúde, educação e assistência social não sofrerão cortes.

Ao todo, pelo menos 20 funcionários foram demitidos. O pequeno município, com cerca de 4,5 mil habitantes, possui cerca de 330 servidores, segundo a atual administração e uma folha de pagamento de cerca de R$ 600 mil mensais, o que corresponde a 48% do orçamento de R$ 1,2 milhões.

O objetivo com o corte nas despesas é economizar cerca de R$ 200 mil ao mês e dar fôlego as contas da cidade.

— Teremos uma queda de arrecadação de pelos menos R$ 500 mil em agosto e setembro. No final do ano não conseguiremos pagar toda a folha, em razão do 13º salário, se não tivéssemos feito esses cortes — projeto o prefeito.

O chefe do executivo atribui as dificuldades financeiras do município a dois fatores: uma dívida de mais de R$ 1 milhão e a queda de cerca de 50% dos royalties que a prefeitura recebe sobre áreas inundadas. Dos R$ 100 mil habituais, a prefeitura está recebendo pouco mais de R$ 50 mil mensais.

Além disso, segundo Toledo, o gasto em saúde consome 35% do orçamento do município, cerca de R$ 420 mil por mês.

— Esse dinheiro é para manutenção do hospital municipal e profissionais da saúde, que são contratados através de uma empresa, de forma terceirizada.

(Clicrbs)

Compartilhe: