Petrobras perde posto de marca mais valiosa da América Latina para cerveja mexicana

Corona assumiu o topo do ranking, enquanto empresa brasileira caiu para a quarta posição

O Brasil perdeu o primeiro lugar no ranking das marcas mais valiosas da América Latina. A cerveja mexicana Corona assumiu a liderança do levantamento da Millward Brown, do grupo WPP, divulgado nesta quarta-feira, dia 25, enquanto a Petrobras, líder no ano passado, caiu para a quarta posição, avaliada em US$ 5,7 bilhões, redução de 45,4% em relação ao ano anterior.

A marca Corona, da Cervecería Modelo, foi avaliada em US$ 6,6 bilhões, alta de 29,5% na comparação com 2012. Ela é a bebida mais popular do México e está entre as mais importadas pelos Estados Unidos. De acordo com o levantamento, a queda da Petrobras foi impactada pelas perdas financeiras com a importação de combustíveis e a influência política nas decisões da companhia.

Mesmo sem a liderança do ranking, o Brasil colocou 12 marcas entre as 50 mais valiosas da América Latina. Entre as brasileiras, a cerveja Skol, da Ambev, foi a mais bem colocada, ficando em terceiro lugar, com valor estimado em US$ 6,52 bilhões. Além de Skol e Petrobras, Bradesco (6º) e Itaú (9º) completam a participação nacional no TOP 10.

Confira o ranking:
Posição / Marca / Valor / País
1º / Corona / US$ 6,620 bi / México
2º / Telcel / US$ 6,577 bi / México
3º / Skol / US$ 6,520 bi / Brasil
4º / Petrobras / US$ 5,762 bi / Brasil
5º / Falabella / US$ 5,611 bi / Chile
6º / Bradesco / US$ 5,492 bi / Brasil
7º / Ecopetrol / US$ 5,137 bi / Colômbia
8º / Claro* / US$ 4,454 bi / * Baseada no México, mas sem operações no país
9º / Itaú / US$ 4,006 bi / Brasil
10º / Águila / US$ 3,903 bi / Colômbia.

(Clicrbs)

Compartilhe: