Pecuaristas visitam propriedades em Vacaria

ESPUMOSO – No último dia 16, cerca de 20 pecuaristas, associados da Cotriel, estiveram em Vacaria conhecendo duas propriedades: a fazenda Ipê, de propriedade de Plínio Escudiero, e a São Nicolau, do pecuarista Alberto Vizentim. Pela manhã, a visita foi na fazenda do Plínio Escudieiro, que tem uma área de 350 hectares e só trabalha com recria de novilhos em confinamento. Após realizar um trabalho diferenciado, como manejo de campo e ajuste de dietas, o proprietário terminou o ano de 2011 com mais de 1.200 bois comercializados. Os animais ficam cerca de um ano na propriedade, entrando como terneiros com média de 170 quilos e, ao final do período, saem bois com média de 460 quilos.

À tarde, a visita foi na fazenda São Nicolau, que possui 1.200 matrizes e trabalha com o ciclo completo. Há mais de 20 anos o pecuarista investe em melhoramento de campo nativo e, segundo dados levantados pelo proprietário e a Tortuga, esta fazenda tem os melhores índices produtivos no Rio Grande do Sul, chegando até 90% de produtividade. No ano passado, os 927 terneiros desmamados ficaram com peso médio de 198 quilos e os machos são abatidos com 14 ou 15 meses de idade, em sistema de confinamento, com média de 465 quilos. As fêmeas são entouradas aos 14 meses, com 350 quilos de média.

A partir deste ano todas as novilhas serão inseminadas e vendidas com prenhez confirmada. Essa propriedade trabalha com lotação de 3 animais por hectare, em virtude do melhoramento do campo nativo, e com a venda precoce de novilhos para abate.

Segundo o médico veterinário da Tortuga, Luiz Alberto Fior, que promoveu a excursão juntamente com a Cooperativa, para ter bons resultados econômicos na pecuária de corte o produtor deve fazer quatro análises primordiais que são: boa genética do rebanho, manejo sanitário, manejo de campo e um manejo nutricional.

(Assessoria de Imprensa – Cotriel)

Compartilhe: