PASSO FUNDO – UPF é convidada a participar de reunião da DSSAT nos Estados Unidos

Grupo internacional estuda e desenvolve modelos de simulação e previsão que possibilitam saber como as mudanças climáticas afetam a produção de alimento no mundo

A Universidade de Passo Fundo (UPF) está entre um grupo de instituições de diferentes países convidadas para participar da reunião da DSSAT Foundation – organização internacional que estuda e desenvolve modelos de simulação e previsão climática para diferentes culturas. Além de ser representada no encontro que aconteceu neste mês, pelo professor Willinghton Pavan, a UPF também foi convidada a participar de projetos desenvolvidos pela fundação internacional, por meio do Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada (PPGCA).

O professor Pavan apresentou, durante a reunião, o histórico das pesquisas desenvolvidas na UPF e três trabalhos que estão em andamento no PPGCA. “Fiquei muito surpreso pela aceitação que nossos projetos tiveram”, avalia o professor, destacando que a partir dessa apresentação, a UPF foi convidada a participar de projetos desenvolvidos pela DSSAT. Além de contribuir com os projetos já em andamento aqui, a fundação ainda transferiu atividades a serem realizadas pela UPF.

Entre as possibilidades já vislumbradas, está a inclusão de um mestrando bolsista em algumas atividades do grupo. “Cada nova versão que sai dos modelos de simulação tem de passar por exaustivos testes para decidir qual o melhor dos modelos colocados ali a ser usado e essa bateria vai ser automatizada por um dos nossos alunos que entrará no mestrado”, destaca o professor.

O DSSAT reúne pesquisadores de instituições de diferentes países como Estados Unidos, Espanha, Coreia do Sul, Japão, África do Sul e Burkina Faso. “São várias pessoas e instituições que estão envolvidas, pensando e desenvolvendo, e agora estamos engajados e trabalhando nesse sentido. Isso gera muita pesquisa e visibilidade para a instituição”, complementa, lembrando do apoio institucional para que a viagem fosse viabilizada.

A aproximação com o a DSSAT Foundation aconteceu por meio de contatos realizados durante o desenvolvimento de ações do projeto aprovado pelo programa Ciência sem Fronteiras em parceria com a Universidade da Flórida.

(Assessoria de Imprensa da UPF)

Compartilhe: