PASSO FUNDO – UPF amplia bolsas de extensão e iniciação científica para alunos do Integrado

Programa Pibic/UPF Júnior oferece 40 vagas em 13 programas de pesquisa e 18 projetos de extensão

Desde 2015, a Universidade de Passo (UPF) e o Centro de Ensino Médio Integrado iniciaram uma parceria que permite a inserção dos alunos de nível médio no contexto da pesquisa e extensão, por meio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – Pibic/UPF Júnior, desenvolvido em conjunto entre a Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários e a Vice-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. A proposta é oportunizar que alunos do ensino médio possam ter contato com as áreas de graduação e pós-graduação e, além disso, desenvolvam atividades junto aos projetos. Neste ano, foram 23 cotas e boas experiências, como a das alunas Eduarda D’Agostini e Verônica Samonek, que estão concluindo o ensino médio em 2016.

O resultado apresentado em 2015 motivou a realização do projeto também em 2016, com ampliação das vagas e oferta de 40 oportunidades em 13 programas e 38 linhas de pesquisa e em 18 projetos de extensão. As iniciativas contempladas nesta edição do Pibic/UPF Júnior foram apresentadas na tarde desta quinta-feira, dia 17 de março, para cerca de 180 alunos do Integrado, do 2º e 3º ano.

Conforme o diretor do Integrado UPF, Jonir Dalbosco, a iniciativa vem ao encontro das diretrizes da educação básica e oportuniza conhecimento. “O Integrado, no contexto da pesquisa, já realiza a Mostra do Conhecimento e oportuniza essa inserção do aluno no mundo universitário, o que contribui para seu autodesenvolvimento. Ao participarem dos projetos de extensão, também se tornam cidadãos comprometidos com a realidade que os cerca”, salienta.

As inscrições para alunos que desejam participar do Pibic/UPF Júnior 2016 estão abertas e podem ser realizadas a partir desta sexta-feira, dia 18 de março, até o dia 23 de março, na secretaria do Integrado. Podem concorrer às 40 vagas do programa 112 alunos do 2º ano e 67 alunos do 3º ano. As atividades iniciam em abril e seguem durante todo o ano.

Experiência
Em 2015, Eduarda participou do projeto de Extensão Sorriso Voluntário, especialmente pela intenção de seguir na área da Medicina. “O projeto foi importante porque fomos inseridos ao ambiente acadêmico de uma forma muito bacana e fomos bem acolhidos”, comenta. A experiência é compartilhada por Verônica, que participou de um projeto de pesquisa. “Fiz parte do projeto de pesquisa Política e relações de poder do Programa de Pós-Graduação em História. Ainda tinha alguma dúvida sobre a área que queria seguir, mas nesse projeto descobri que quero fazer História, fiquei apaixonada pela área”, diz a jovem.

Foto: Alessandra Pasinato
(Assessoria de Imprensa Universidade de Passo Fundo)

Compartilhe: