PASSO FUNDO – Polícia Civil prende jovens traficantes durante Operação Fachada

O corretor de imóveis Argel Verdi Sebben era o líder da quadrilha

No início da manhã desta terça-feira (16), Passo Fundo e região foram surpreendidos por mais uma operação desencadeada pela Polícia Civil, que desmantelou uma quadrilha especializada na distribuição de drogas sintéticas.

A ação policial foi coordenada pelo delegado Diogo Ferreira, titular da 1ª DP, e foi denominada como Fachada. Participaram das diligências 42 policiais das demais delegacias do município e da região.

Há três meses os agentes da 1ª DP iniciaram uma intensa investigação referente a jovens que comercializavam entorpecentes em eventos em casas noturnas da cidade, principalmente festas eletrônicas.

Durante as investigações, os policiais constataram que a quadrilha era coordenada por um corretor de imóveis que financiava a aquisição dos entorpecentes e depois repassava aos distribuidores.

Através de filmagens, escutas telefônicas e diversas denúncias da comunidade a quadrilha foi identificada e foi descoberto que também atuavam nos municípios de Erechim, Tapejara, Coxilha e Ibirubá.

Com a comprovação da existência do bando, o delegado solicitou os mandados de prisão preventiva, que foram prontamente decretados pelo juiz da Comarca de Passo Fundo, André Coelho.

Por volta das 07h desta terça-feira, os policiais iniciaram o cumprimento dos mandados.

Os dois presos em Passo Fundo são: Argel Verdi Seben, de 20 anos, cuja prisão ocorreu em um edifício de luxo localizado na Rua Paissandú, no bairro Boqueirão; e Caíque Favretto, de 22 anos, capturado em seu apartamento, na esquina da Rua Fagundes dos Reis com a Rua Independência, no centro.

Os policiais efetuaram a prisão de Patrick Jorge Scheneider, de 22 anos, em Coxilha; e Lucas Henrique Lopes Manto, de 24 anos, capturado em Tapejara.

A única mulher do bando trata-se da acadêmica de engenharia Aline Maria Campos, de 23 anos, presa em Ibirubá. Aline já havia sido presa, em flagrante, por tráfico de drogas no mês passado, porém foi solta na ocasião em menos de 24 horas devido uma decisão judicial.

Durante entrevista para a Rádio Uirapuru, o delegado Diogo Ferreira destacou que a quadrilha era liderada por Argel Verdi Seben, sendo o acusado responsável pela parte financeira e recebimento da droga sintética vinda do litoral catarinense. Posterior, ele repassava aos outros acusados, que faziam a comercialização.

Durante a ação, foram apreendidos 15 comprimidos de ecstasy, um revólver calibre 38, R$ 1.500,00 em dinheiro e dois veículos que eram usados na distribuição dos entorpecentes: uma Ford Edge e um VW Gol.

Todos os presos foram conduzidos à 1ª Delegacia da Polícia Civil de Passo Fundo onde prestaram depoimentos e após recolhidos ao Presídio Regional de Passo Fundo.

(Rádio Uirapuru de Passo Fundo)

Compartilhe: