Palavra ao povo de Deus de Cascavel

Minha saudação ao povo de Deus de Cascavel (PR). Saúdo o Bispo Emérito Dom Lúcio Ignácio Baumgaertner, da região de onde eu nasci e também onde eu fiquei padre, em Caxias do Sul. A vocês, estimados padres, seminaristas, diáconos e a vida consagrada, todo o povo de Deus, todas as autoridades civis e militares. Também os ouvintes dos meios de comunicação: rádios, televisão, jornal, facebook.

Nosso Papa Francisco, por meio de seu Núncio Apostólico, quis que eu pudesse aceitar a missão de ser o arcebispo de Cascavel. Tenho muito a aprender, do povo e, sobretudo, pela morte de vosso arcebispo Dom Mauro Aparecido dos Santos, que foi tão rapidamente levado para junto de Deus, o Pai.

Vou com vocês com a sinodalidade, aberto ao diálogo, para conversarmos e caminharmos juntos. Quanta coisa boa temos na nossa Igreja, muito. Quero caminhar com vocês, na vivência dos quatro sinais da nossa evangelização: o pilar da Palavra, com a iniciação à vida cristã e animação bíblica da vida e da pastoral; o pilar do pão, da liturgia e espiritualidade; o pilar da caridade: o serviço à vida plena; e o pilar da ação missionária: em estado permanente de missão. Estarei, sobretudo, aberto a todos: para conversar com todas as pessoas, de todos os carismas e todas as realidades. Quero olhar com carinho especial aos mais pobres e que sofrem, onde o rosto de Cristo está presente. Eu sei que estarei aí convosco na conclusão do tempo da pandemia. Deus seja louvado! Espero, verdadeiramente, fazer um grande caminho aí com vocês, sobretudo na busca das pessoas que ainda não vem conosco.

No início da minha missão episcopal, afirmei três convicções metodológicas, que trazia comigo, da minha experiência como padre e como bispo. 1) A convicção de que estamos no caminho em que outros trilharam e se doaram, desejando ter uma atitude de muita gratidão e respeito pela história da Arquidiocese. 2) O desejo de estar próximo de todas as realidades presentes na Arquidiocese. Todas, também, as que estão mais distantes. 3) A certeza que a evangelização é uma obra coletiva, sempre, na comunhão arquidiocesana, com os leigos, religiosos, padres, diáconos, seminaristas e o arcebispo.

Pela intercessão da Virgem Maria, Nossa Senhora Aparecida, Deus vos abençoe a todos e todas.

Dom Adelar Baruffi – Arcebispo eleito de Cascavel

Compartilhe: