OBESIDADE (Diálogo Espírita)

Segundo cientistas do Instituto de Barcelona a obesidade está ligada ao Sistema Nervoso Central.

Os neurônios encontrados no hipotálamo liberam hormônios como a lepitina, que é liberada quando há acumulo excessivo de gordura.

Esta reação faz criar moléculas necessárias para regular a fome.

Os obesos apresentam resistência à ação das lecitinas.

Hoje, cada vez mais existem opções para diminuir a obesidade, desde médicos, psicólogos, nutricionistas e até academias.

È importante compreender que o obeso, além destas atividades, pode fazer muito por si.

Se a obesidade está ligada ao Sistema Nervoso Central é claro que o autocontrole é de fundamental importância.

A ansiedade é um dos grandes fatores complicadores, levando muitas vezes a verdadeira compulsão pelo alimento.

O contrário da ansiedade é a harmonia. Neste caso há necessidade de muito esforço para manter o equilíbrio no dia a dia, diminuindo o orgulho que sempre é desestruturador e aumentando a humildade que é pacificadora.

Concentre-se nas atividades do dia de hoje e o amanhã deixe para quando ele vier. Muita ansiedade é criada pela expectativa do dia de amanhã e termina fazendo mal as coisas de hoje.

Exercitar a aceitação e a humildade para não entrar nas energias negativas da indignação, do aborrecimento e do mau humor.

As refeições devem ser feitas em harmonia, sem cobranças, sem discussões;
Mente sã, corpo são.

(Sociedade Espírita Raios de Luz)

Compartilhe: