Nossas Raízes é o tema da Semana Farroupilha 2012

TAPERA – No final da tarde da última quarta-feira (12), foi aberta mais uma Semana Farroupilha em Tapera, que este ano tem como tema “Nossas Raízes”. O evento é promovido pela Prefeitura, CTGs Guido Mombelli e Piazito Gaudério, Sociedade Hípica Amigos do Cavalo e Piquete de Laçadores Presilha de 12 Braças com a participação das escolas municipais, estaduais e particulares.

Como de costume o acendimento da Chama Crioula foi feita no Cemitério Municipal, este ano junto ao túmulo de Odécio Goulart, falecido em 1991.

Na oportunidade seu filho Rodrigo, ao lado da mãe Ivone e do neto Elias, falou em nome da família fazendo um breve histórico da vida do pai, ao mesmo tempo que agradecendo pela homenagem. Jorge Luiz Quadros, do Piazito Gaudério, falou em nome da organização da Semana Farroupilha justificando a homenagem prestada ao sindicalista que atuou no Curtume Mombelli.

A seguir o grupo de cavalarianos conduziu a Chama Crioula até o CTG Piazito Gaudério e em seguida ao CTG Guido Mombelli onde a solenidade de abertura teve continuidade, oportunidade em que ocorreu a manifestação do patrão Juarez Borda e do vice-prefeito Beto Visoto. Em seguida foi servido arroz de carreteiro.

No segundo dia da programação, nesta quinta-feira (13), teve vaca atolada no Piazito Gaudério com a presença do Grupo Folclórico Santo Torcato Guimarães de Portugal.

De 14 a 19, ocorre uma Mostra Cultural Farroupilha nas escolas do município e o encerramento no dia 20, feriado estadual, com atividades no Parque de Exposições José e Rosalina Koehller: desfile de cavalarianos a partir das 10h, costelão ao meio dia, e à tarde, apresentações artísticas individuais, danças de invernadas, show com Fernando & Motta e ao final do dia, entrega de troféus de participação da Mostra Farroupilha às escolas municipais, estaduais e particulares.

Homenagem à Odécio Goulart

Operário, honesto, batalhador, pai de família, gaúcho e amante das tradições são algumas das características do saudoso Odécio Goulart, um homem humilde e defensor das leis trabalhistas.

Oriundo de uma família de 10 irmãos, nasceu em 09/02/1938, em Cruz Alta, onde serviu o Exército, em 1957. É filho de Izidoro Goulart Filho e Maria Cidália Machado Goulart. Veio à Tapera ainda jovem onde começou a trabalhar no Curtume Mombelli, trazendo consigo a velha companheira, sua gaita. Casou-se com Ivoni Goulart, tendo cinco filhos: Izidoro (in memoriam), Luciana, Mariangela, Mauro e Rodrigo.

Em sua vida dedicou-se à família, à religião, às causas sindicais e à cultura gaúcha. Cultura esta que rendeu muitas histórias.

Certa vez, por ocasião de um acidente de trabalho, machucou-se seriamente vindo a perder a ponta de três dedos das mãos e pela paixão que tinha pela gaita mandou enxerta-los para poder continuar, não mais com os mesmos movimentos, mas com a mesma vontade de tocar sua velha gaita.

Gostava muito de reunir os compadres Ironda e Pedro Maciel para carniações, onde faziam torresmo, banha, morcilha e o churrasco acontecia ali mesmo no fogo do tacho da banha.

Odécio foi ministro da eucaristia na Igreja Católica, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Curtimento de Couros e Peles de Tapera, sócio fundador do CTG Guido Mombelli, onde em 1983, teve debutando sua filha Mariangela, no 1º Baile da Prenda Moça, momento de grande alegria e emoção.

Odécio nos deixou muito cedo vítima de parada cardiorrespiratória após um acidente de trânsito, em 1991, mas nos deixou seu legado: viva a sua vida, e faça a sua história, com humildade, sempre acreditando em seus sonhos e lutando por seus ideais.

(Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Tapera)

Compartilhe: