Nome da mascote da Copa de 2014 será Amijubi, Fuleco ou Zuzeco

A Fifa anunciou os três nomes finalistas para batizar o tatu-bola que será a mascote da Copa do Mundo 2014, no Brasil. Amijubi, Fuleco ou Zuzeco foram os nomes selecionados. A decisão será através do voto popular, no site da Fifa.

Mesmo sem ter nome, a mascote já esteve em território nacional durante a última semana, passando por Recife e São Paulo, além de aparições na internet. A mascote oficial também tem a sua própria canção: Tatu Bom de Bola, cantada pelo sambista Arlindo Cruz, um dos participantes do comitê que, segundo a Fifa, ajudou a escolher os três nomes. Segundo a Fifa, o design do tatu-bola foi identificado como o favorito do principal público-alvo: crianças de 5 a 12 anos.

– Com esta mascote, vamos poder realizar um dos principais objetivos da Copa 2014, que é comunicar a importância do meio ambiente e da ecologia. Temos certeza de que ela será amada não apenas no Brasil, mas no mundo todo – afirmou o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke.

A mascote já havia sido registrada pela Fifa no dia 6 de setembro, no Instituto Federal de Propriedade Intelectual da Suíça. A entidade tem exclusividade da marca até 2022.

Confira a explicação para cada nome:

AMIJUBI
Amijubi é a união das palavras “amizade” e “júbilo”, duas características marcantes da personalidade do nosso mascote e que refletem a maneira de ser dos brasileiros. Além disso, esse nome tão original está ligado ao tupi guarani, em que a palavra “juba” quer dizer amarelo – a cor predominante no mascote!

FULECO
Fuleco é a mistura das palavras “futebol” e “ecologia”, dois componentes fundamentais da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. O nome do nosso mascote mostra como essas duas palavras combinam perfeitamente e ainda incentivam as pessoas a ter mais cuidado com o meio ambiente.

ZUZECO
Zuzeco foi formado dos elementos principais de “azul” e “ecologia”. Azul é a cor dos mares da maravilhosa costa brasileira, dos rios que cruzam o país e do nosso lindo céu. E é também, claro, a cor da carapaça especial do mascote. Ele sabe que pertence a uma espécie vulnerável e por isso, também sabe o quanto é importante divulgar e incentivar a conscientização ecológica entre seus amigos do mundo inteiro.

Lancepress

Compartilhe: