New Agro Commodities – Informativo do Agronegócio

A semana teve oscilações significativas nas cotações da soja na Bolsa de Chicago. Após longo período de sucessivas baixas em suas posições, a bolsa registrou quedas, mas também alguns ganhos que deram fôlego para impulsionar as vendas por parte de produtores, principalmente, no mercado interno brasileiro.

O clima nos Estados Unidos vem sendo o principal responsável por balizar os preços no mercado internacional. Após a conclusão do plantio, a safra americana chega ao momento em que o fator climático é determinante para a evolução do produto plantado. Entrando, em fase de enchimento de grãos, a safra vem se desenvolvendo de forma acima da média – 73% das lavouras estão em condições de boas a excelentes. O número é expressivo e se continuar crescente, os grandes volumes estimados deverão se confirmar. A expectativa de ótima safra americana tem sido o principal ponto que atrai o mercado para o vermelho. A espera de exorbitante quantidade de grãos, os preços tem se mostrado para baixo, principalmente, para os vencimentos futuros, os quais se referem à safra nova.

Os negócios de milho ainda se mantêm em patamares interessantes em relação ao preço. A região centro-oeste do Brasil está em plena colheita e uma forma de escoar toda esta produção seria para as indústrias do Rio Grande do Sul. Os preços ainda se mantêm pelo fator logístico gaúcho. O estado não tem capacidade para transitar caminhões de nove eixos, devido aos problemas causados pelo excesso de chuvas nas últimas semanas.

O mercado de trigo segue estagnado. Sem compradores de farinha, as ofertas estão sem rumo definido. A tendência é que o mercado siga truncado até que a demanda se mostre em aquecimento. A curto prazo, os negócios seguem emperrados.

Cotações no mercado disponível:
A saca de 60 Kg de soja está cotada: R$ 61,00
O milho está sendo comercializado: R$ 24,00
O trigo está hoje: R$ 32,00

Informações da New Agro Commodities, em Passo Fundo, telefone (54) 3601-0515 / 3601-0484.

Compartilhe: