New Agro Commodities – Informativo do Agronegócio

A semana foi marcada por grandes movimentações no mercado de commodities. Informações importantes deram uma direção mais firme para as cotações da soja.
Após a divulgação do avanço de plantio nos Estados Unidos, bem como o aumento em até 4% da área total plantada nos principais estados produtores americanos, a Bolsa de Chicago viu seus principais vencimentos registrarem expressivas quedas, chegando aos patamares de US$ 13 por bushel. Esse cenário baixista é reflexo da grande expectativa dos investidores de que os norte-americanos tenham uma safra recorde, já que o clima está bastante favorável.
A expectativa dos Estados Unidos é que sejam colhidas até 98 milhões de toneladas. O número é expressivo e se alcançado irá trazer ao mercado um grande volume de oferta capaz de abastecer com tranquilidade a demanda internacional.
Nesta sexta-feira, 4 de julho, é comemorado o dia da Independência dos Estados Unidos, por isso as bolsas americanas não trabalham.

Em relação ao milho, o grande volume de chuva registrado no Rio Grande do Sul e Santa Catarina impossibilitou entregas do produto oriundo do centro-oeste, uma vez que várias estradas estiveram intransitáveis. Isso fez com que grandes compradores tivessem que adquirir o produto da mão para a boca sustentando levemente as cotações do grão.
Apesar disso, o fraco desempenho no mercado internacional faz com que as atenções se voltam ao mercado interno, ocasionando uma oferta maior do que a demanda. Com isso, a tendência para os próximos meses são de cotações mais baixas.

Com inclusão da TEC (Tarifa Externa Comum) que habilita a importação de 1 milhão de toneladas de trigo no Brasil, houve uma retração nos valores das farinhas. Isso provocou um efeito cascata, aumentando os estoques de farinhas já processadas nos moinhos e retraindo as compras do cereal, consequentemente, derrubando os preços.
Os estoques de trigo no RS, conforme registros, são de 800 mil toneladas, em SC, cerca de 200 mil toneladas e no Paraná, 1 milhão de toneladas. Esses números mostram que há produto suficiente até a entrada da nova safra.
O que está sendo bastante debatido é a área que será plantada neste ano, uma vez que as chuvas estão retardando o plantio no RS. Já no PR, as lavouras que estão com os cachos formados, estão sendo bastante prejudicadas pelo excesso de umidade e falta de frio, o que prejudica bastante na questão de qualidade do cereal.

Cotações no mercado disponível:
A saca de 60 Kg de soja está cotada: R$ 64,00
O milho está sendo comercializado: R$ 24,00
O trigo está hoje: R$ 33,00

(New Agro Commodities – Passo Fundo – (54) 3601 0515 e 3601 0484.

Compartilhe: