NÃO-ME-TOQUE – Senadora Ana Amélia comemorou Dia Internacional da Mulher na Expodireto Cotrijal

Postado em 13 março 2013 08:08 por jeacontece
15.292.411/0001-75

Um público formado por empresárias, médicas, professoras, donas de casa, agricultoras, veterinárias, secretárias, jornalistas, políticas e uma motorista, acompanhou a palestra da senadora Ana Amélia (PP-RS), nesta sexta-feira (8), em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, durante a programação da 14ª Expodireto/Cotrijal, em Não-Me-Toque.

Na palestra, a senadora afirmou que o papel ocupado pelas mulheres nas mais diversas áreas profissionais consolida a inserção do público feminino no mercado de trabalho, assumindo papéis que há alguns anos eram restritos aos homens. Exemplos de mulheres que ocupam cargos importantes na política, no judiciário, nas áreas da saúde, da educação e em outros campos foram citados pela parlamentar.

– As mulheres estão ocupando cada vez mais espaço. Tudo depende de como ela se comporta nesse desafio. E tem mostrado muita competência e responsabilidade – disse a senadora.

Ana Amélia aproveitou para citar uma crônica de Martha Medeiros, a qual disse ser ideal para definir uma mulher preocupada em todos os aspectos, desde as atividades diárias da casa como a rotina desgastante do trabalho. Na crônica, chamada “Mulherão, Martha Medeiros escreve que se perguntarmos para a mulher o que ela considera um mulherão, descobriremos que há uma em cada esquina.

A parlamentar falou também da sua preocupação com a violência contra a mulher e lamentou o fato de grande parte dos casos terem origem dentro de casa, provocada pelo marido ou familiares. Ana Amélia também fez uma reflexão sobre a importância de gestos de gentileza e respeito como com o uso de palavras como “desculpa” e “obrigado”.

Antes de encerrar, a senadora citou alguns projetos importantes que envolvem a saúde da mulher, dois deles de sua autoria: o PL 3998/2012, que inclui nas coberturas obrigatórias dos planos de saúde o tratamento oral, em domicílio, contra o câncer; e o PL 241/2011, para que as mulheres vítimas de câncer de mama tenham isenção de IPI na aquisição de automóveis adaptados. Lembrou também do importante projeto que relatou, já transformado em lei, para que o tratamento dos pacientes com câncer pelo SUS seja iniciado em, no máximo, 60 dias após o diagnóstico da doença.

Após a palestra foi recebida no estande da Prefietura de Não-Me-Toque onde um grupo de mulheres a esperava. A participação da mulhr na política foi o foco do encontro que contou com a pressença da vice-prefeita Teodora Lütkmemyer, a primeira-dama Bernadete Malmann Piva, secretarias municipais de Educação, Assistência Social, Administração e Desenvolvimento, funcionárias públicas de divrsos setores, agricultoras, profissionais de diversas áreas e lideranças.

(Jornal A Folha)

Postado em 13 março 2013 08:08 por jeacontece
15.292.411/0001-75

NOTÍCIAS RELACIONADAS


TAPERA TEMPO

Desenvolvido com 💜 por Life is a Loop