NÃO-ME-TOQUE – Programa Aprendiz do Campo beneficia 21 jovens

O sentimento é de expectativa entre os jovens selecionados para a primeira turma do Programa Aprendiz Cooperativo do Campo, que inicia aulas em fevereiro. O curso é uma parceria entre a Cotrijal e o Sistema Ocergs-Sescoop/RS e tem como principal objetivo promover a sucessão familiar e profissionalizar a gestão de pequenas e médias propriedades rurais.

No dia 16 de dezembro, os pais dos alunos foram recebidos pela direção e gerentes das áreas envolvidas com o programa para receber as informações sobre como funcionará o curso. E a esperança entre os associados da Cotrijal que terão seus filhos participando dessa primeira turma é de que as aulas revertam em uma nova realidade nas propriedades.

Alvori Roberto Scharlau deixou a reunião feliz por seu filho Ezequiel, de 17 anos, estar entre os jovens selecionados e parabenizou a Cotrijal pela iniciativa. “Ele sempre demonstrou interesse pelo trabalho da lavoura e agora com essa oportunidade poderá direcionar seus estudos para a verdadeira gestão da propriedade”, disse o associado, de São José do Umbú, Victor Graeff. “Acredito que não terei dificuldades em conciliar as atividades, pois estudo mas sempre ajudei na lavoura”, comentou Ezequiel.

O presidente da Cotrijal, Nei César Mânica, vê no programa um aliado para a sucessão nas propriedades. “O curso vem para capacitar nossos jovens mas dentro da sua realidade. É uma iniciativa inovadora e desafiadora, pioneira no Brasil, mas que, tenho certeza, vai gerar bons frutos”, afirmou.

Já Enio Schroeder, vice-presidente da Cotrijal, propôs um pacto entre alunos, pais e professores, para que a turma permaneça sem desistências até a conclusão das atividades. “O sucesso do programa depende do empenho de cada aluno”, disse.

Também participaram da reunião as gerentes de Desenvolvimento Humano e Organizacional, Iara Silveira da Cruz, e de Desenvolvimento Cooperativista, Leila Mertins, além da psicóloga Daiane Bettim.

Aulas em fevereiro
A primeira turma será composta de 21 jovens, com a aula inaugural programada para o dia 2 de fevereiro de 2016. A escolha dos módulos e conteúdos a serem trabalhados foi alinhada em conjunto pelo Sescoop e Cotrijal.

Diferentemente do programa que a Cotrijal já vinha desenvolvendo, voltado ao trabalho administrativo dentro das empresas, no Aprendiz Cooperativo do Campo o jovem vai ter aulas teóricas específicas sobre a atividade rural, aliadas com experiências práticas nas propriedades. A intenção é preparar os jovens para que possam desenvolver atividades de suporte administrativo para uma melhor gestão e sucessão da propriedade.

Ao todo, serão 1.104 horas/aula, com início em fevereiro e duração de 15 meses. As aulas teóricas serão desenvolvidas no Parque da Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque. Já as aulas práticas, serão ministradas nas propriedades rurais.

(Assessoria de imprensa da Cotrijal)

Compartilhe: