NÃO-ME-TOQUE – Poder Público municipal se une pela ERS 142

A ERS-142 que liga Não-Me-Toque a Carazinho foi construída de 1954 a 1957, possuindo 22 Km entre os dois municípios e 23 curvas ao longo do trecho. Uma das mais antigas rodovias do Estado que permanece abandonada por parte do DAER e do Governo e continua a fazer vítimas, preocupando a população que trafega no trecho sem acostamento, com desníveis, buracos e árvores de grande porte em sua beira.

Nos últimos 14 dias, três acidentes foram registrados, um deles com mais de 30 feridos e uma vítima fatal, o que alarmou ainda mais os representantes do Poder Público de Não-Me-Toque que desde o início do ano vem pleiteando junto a órgãos estaduais melhorias na rodovia. Empresas de Não-Me-Toque e Carazinho também já demonstraram seu apoio a causa, assim como moradores de ambos os municípios e região.

Precariedade visível por descaso

A precariedade da rodovia é visível, pista de rodagem curta, desnivelamento e acostamento precário, além dos buracos na malha viária e muitas árvores nas suas laterais tornam o trecho perigoso, perigo que se agrava devido ao grande fluxo de veículos que trafegam diariamente.

A falta de drenagem e a manutenção não realizada pelo DAER comprometeu a conservação da RS 142 e operações tapa-buracos não resolvem mais o problema segundo técnicos do SEINFRA. O fluxo de veículos de carga pesada nessa rodovia é grande devido ao transporte de cargas de máquinas agrícolas que saem de Não-Me-Toque. Diariamente mais de 2.000 funcionários de empresas locais e 500 universitários utilizam a via colocando suas vidas em risco devido à alta precariedade da rodovia. Em época de safra a RS tem um fluxo maior em virtude da região ter a economia agrícola e escoar grande quantidade da produção. O aumento de risco de acidentes é no período de fevereiro a março quando acontece a Expodireto Cotrijal, maior feira de Agronegócios da América Latina.

Muitas promessas, poucas soluções

Inúmeras ações já foram planejadas e executadas pelos Poderes Executivo e Legislativo, conforme destaca o Presidente da Câmara de Vereadores Gilson dos Santos, que esteve juntamente com representantes de Não-Me-Toque e Carazinho no mês de julho em reunião com o Secretário de Planejamento, Gestão e Participação Cidadã João Mota que afirmou que a ERS-142 está prevista dentro Contrato de Reabilitação e Manutenção de Rodovias (CREMA), incluindo o trecho no segundo lote de rodovias, e deveria receber os cuidados até o final deste ano.

Em agosto junto ao Governador Tarso Genro em Carazinho, autoridades e empresários estiveram entregando um dossiê reivindicando melhorias na rodovia. Tarso Genro garantiu que entre os investimentos em infraestrutura, a duplicação da RS-142 será feita pela sua importância no desenvolvimento da região.

Viagens a Porto Alegre para reuniões junto ao DAER, Secretaria de Planejamento e órgãos responsáveis pela conservação e melhorias na ERS foram feitas durante o ano todo, além das reuniões locais buscando soluções para este problema que se alastra ao longo dos anos. No início da semana, um abaixo assinado foi organizado pela comunidade para que a ERS-142 receba as melhorias e deixe de ser um dos trechos mais perigosos do estado e que mais causa acidentes.

Chega de esperar!

Na tarde desta segunda-feira (10), a Prefeita Teodora Lütkemeyer, o Presidente da Câmara de Vereadores Gilson dos Santos, Secretários Municipais e Vereadores apresentaram publicamente seu descontentamento com o Governo Estadual e DAER pelo descaso com a rodovia e convidam Representantes de Entidades, Empresários e a comunidade a se engajar no movimento em prol das melhorias na ERS-142.

“Chega de esperar, há anos a região cobra do Governo do Estado uma atitude em relação a precariedade desta rodovia que é importante não somente para Não-Me-Toque e Carazinho, mas sim para toda a região. Viemos nos manifestando a mais de 4 anos e nesse período já foram registrados mais de 225 acidentes, sendo destes mais de 90 com danos materiais, 120 com lesões corporais e 15 com vitimais fatais. Precisamos tomar uma atitude, chega de perdermos vidas por irresponsabilidade e descaso por parte dos Governantes e DAER” disse a Prefeita Teodora.

No dia 20 de novembro, a partir das 15h, uma mobilização irá bloquear a ERS-142 para cobrar de uma vez por todas as melhorias nesta via tão importante para o desenvolvimento da região. Empresas, Sindicatos, Entidades e toda a comunidade estão convidados a fazer parte deste manifesto.

(Jaques Petry – Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Não Me Toque)

Compartilhe: